"Via Láctea" De Olavo Bilac: Uma Análise Poética

Reza July 17, 2022
olavo bilac via láctea

“Via Láctea” é um dos mais famosos poemas de Olavo Bilac, um dos principais nomes do Parnasianismo brasileiro. Neste poema, o autor faz uma descrição do céu noturno e da Via Láctea, utilizando-se de uma linguagem rica em imagens e metáforas para transmitir a grandeza e a beleza do universo.

Contexto histórico e literário

Olavo Bilac, nascido em 1865, foi um dos principais poetas brasileiros do final do século XIX e início do século XX. Ele foi um dos principais representantes do Parnasianismo, um movimento literário que surgiu na França e se propagou pelo mundo, chegando ao Brasil na década de 1880.

O Parnasianismo era uma reação ao Romantismo, que valorizava a expressão dos sentimentos e das emoções em detrimento da forma e da técnica. Os poetas parnasianos, por sua vez, buscavam a perfeição formal, a precisão da linguagem e a objetividade. Suas obras eram marcadas pela busca da harmonia, da beleza formal e da descrição precisa do mundo.

Análise poética

“Via Láctea” é um poema que se enquadra perfeitamente no estilo parnasiano. O autor utiliza uma linguagem objetiva e precisa para descrever o céu noturno e a Via Láctea, buscando transmitir a grandeza e a beleza do universo. Vamos analisar os principais elementos que compõem o poema:

Estilo e linguagem

Como já dissemos, o Parnasianismo valorizava a perfeição formal e a objetividade na linguagem. E essas características estão presentes em “Via Láctea”. O poema é composto por versos decassílabos, que seguem uma métrica regular e rígida. A linguagem é clara e precisa, sem excessos ou ambiguidades. O autor utiliza muitas metáforas e comparações para descrever o céu noturno e a Via Láctea, buscando criar imagens vívidas na mente do leitor.

Tema e estrutura

O tema central de “Via Láctea” é a descrição do céu noturno e da Via Láctea. O poema começa com uma descrição do céu, que é comparado a um “negro manto de rei”. Em seguida, o autor descreve a Via Láctea, que é comparada a um “leite derramado”. Ele fala sobre as estrelas que compõem a Via Láctea, a sua posição no universo e a sensação de infinitude que ela provoca. O poema termina com uma reflexão sobre a transitoriedade da vida humana, comparada à eternidade do universo.

For more information, please click the button below.

Quanto à estrutura, o poema é composto por três estrofes, cada uma delas com quatro versos. O esquema de rimas é ABBA, ou seja, os dois primeiros versos rimam entre si e os dois últimos também.

Significado e interpretação

O poema “Via Láctea” pode ser interpretado de diversas formas, dependendo da perspectiva do leitor. Mas, em geral, podemos dizer que ele transmite uma sensação de admiração e reverência diante da grandeza do universo.

A Via Láctea é descrita como um símbolo da eternidade e da infinitude, que nos convida a refletir sobre a transitoriedade da vida humana. Ao mesmo tempo, a beleza e a harmonia do universo nos inspiram e nos fazem sentir parte de algo maior e mais significativo.

Principais temas:

  • A grandeza do universo;
  • A transitoriedade da vida humana;
  • A beleza e a harmonia do cosmos;
  • A sensação de pertencimento a algo maior.

Conclusão

“Via Láctea” é um poema que certamente marcou época na literatura brasileira. Sua linguagem precisa e objetiva, suas imagens vívidas e sua temática universal fazem dele uma obra atemporal e inspiradora. Ao descrever a grandeza do universo, Bilac nos convida a refletir sobre a nossa própria existência e a nossa relação com o mundo que nos cerca.

FAQs

1. Quais são as características do Parnasianismo?

O Parnasianismo é um movimento literário que valoriza a perfeição formal, a precisão da linguagem e a objetividade. Os poetas parnasianos buscam a harmonia, a beleza formal e a descrição precisa do mundo. Eles rejeitam a expressão dos sentimentos e das emoções em detrimento da forma e da técnica.

2. Qual é o tema central do poema “Via Láctea”?

O tema central do poema “Via Láctea” é a descrição do céu noturno e da Via Láctea. O autor busca transmitir a grandeza e a beleza do universo por meio de uma linguagem objetiva e precisa, utilizando muitas metáforas e comparações para criar imagens vívidas na mente do leitor.

3. Como o poema “Via Láctea” pode ser interpretado?

O poema “Via Láctea” pode ser interpretado de diversas formas, dependendo da perspectiva do leitor. Mas, em geral, podemos dizer que ele transmite uma sensação de admiração e reverência diante da grandeza do universo. A Via Láctea é descrita como um símbolo da eternidade e da infinitude, que nos convida a refletir sobre a transitoriedade da vida humana. Ao mesmo tempo, a beleza e a harmonia do universo nos inspiram e nos fazem sentir parte de algo maior e mais significativo.

Related video of via láctea olavo bilac poema

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait