Teoria Das Janelas Quebradas Resumo

Reza August 13, 2021
Teoria das janelas quebradas e o princípio da insignificância

A teoria das janelas quebradas é uma teoria criminológica que foi desenvolvida por James Q. Wilson e George L. Kelling em 1982. Essa teoria tem como objetivo explicar como o ambiente em que vivemos pode influenciar na criminalidade de uma determinada área.

Origem da Teoria das Janelas Quebradas

A teoria das janelas quebradas surgiu a partir de um experimento realizado em 1969 pelo psicólogo Philip Zimbardo. Nesse experimento, ele deixou um carro abandonado em uma rua movimentada de Nova York. Em poucas horas, o carro foi vandalizado e roubado. Zimbardo concluiu que o carro abandonado transmitia a ideia de que ninguém se importava com ele, o que incentivou as pessoas a agirem de forma criminosa.

Em 1982, Wilson e Kelling se basearam nesse experimento para desenvolver a teoria das janelas quebradas. Eles argumentaram que, assim como o carro abandonado, um ambiente descuidado e abandonado pode levar as pessoas a agirem de forma criminosa. Eles afirmaram que, se uma janela de um prédio estiver quebrada e não for reparada, outras janelas também serão quebradas e, em pouco tempo, o prédio inteiro estará abandonado e degradado.

Princípios da Teoria das Janelas Quebradas

A teoria das janelas quebradas tem dois princípios básicos:

  1. Desordem gera desordem

    Quando um ambiente está desordenado, sujo e com aparência de abandono, as pessoas tendem a se sentir livres para agir de forma criminosa, uma vez que não há nenhum sinal de que a lei está sendo cumprida e que alguém se importa com aquele ambiente.

  2. Pequenos delitos levam a grandes delitos

    Quando pequenos delitos, como pichações, vidros quebrados e outros tipos de vandalismo, não são reparados, a tendência é que esses delitos se tornem cada vez mais frequentes e, eventualmente, levem a delitos mais graves, como roubos e assaltos.

Aplicação da Teoria das Janelas Quebradas

A teoria das janelas quebradas foi aplicada em várias cidades dos Estados Unidos e do mundo, como forma de combater a criminalidade e a violência. A ideia é que, ao manter um ambiente limpo, organizado e bem cuidado, as pessoas se sintam mais seguras e inibam a ação de criminosos.

Algumas medidas que podem ser tomadas para aplicar a teoria das janelas quebradas em uma cidade são:

For more information, please click the button below.
  • Limpeza das ruas e praças

    Manter as ruas e praças limpas, com lixeiras em locais adequados e coleta de lixo regular, transmite a ideia de que aquele ambiente é cuidado e que alguém se importa com ele.

  • Reparação de danos

    Reparar rapidamente os danos causados em prédios e equipamentos públicos, como janelas quebradas e pichações, é uma forma de mostrar que a lei está sendo cumprida e que aquela área é um local seguro.

  • Policiamento comunitário

    O policiamento comunitário é uma estratégia que busca aproximar a polícia da comunidade, criando vínculos de confiança e colaboração entre os dois. Dessa forma, a presença da polícia nas ruas é mais frequente e os criminosos se sentem mais inibidos a agir.

Críticas à Teoria das Janelas Quebradas

Apesar de ter sido amplamente aplicada em várias cidades do mundo, a teoria das janelas quebradas também recebeu críticas de alguns especialistas. Uma das principais críticas é de que a teoria pode levar a uma criminalização de comportamentos que não são necessariamente criminosos, como mendicância e uso de drogas.

Além disso, alguns críticos afirmam que a teoria das janelas quebradas é apenas uma forma de mascarar as verdadeiras causas da criminalidade, como a pobreza e a desigualdade social. Eles argumentam que, ao focar apenas na aparência do ambiente, a teoria pode deixar de lado questões mais profundas que estão por trás da criminalidade.

Conclusão

A teoria das janelas quebradas é uma teoria criminológica que busca explicar como o ambiente em que vivemos pode influenciar na criminalidade de uma determinada área. Ela tem como princípios básicos a ideia de que a desordem gera desordem e que pequenos delitos levam a grandes delitos. Para aplicar a teoria, é preciso manter um ambiente limpo, organizado e bem cuidado, além de investir em policiamento comunitário e reparação rápida de danos.

FAQs

1. A teoria das janelas quebradas é aplicada apenas em áreas urbanas?

Não necessariamente. A teoria pode ser aplicada em qualquer ambiente, desde que haja a presença de pessoas e a possibilidade de ocorrência de delitos.

2. A teoria das janelas quebradas é uma solução definitiva para a criminalidade?

Não. A teoria das janelas quebradas é uma estratégia que pode contribuir para a redução da criminalidade, mas não é uma solução definitiva. É preciso combinar diferentes estratégias, como investimento em educação, geração de emprego e renda, e políticas públicas de segurança, para enfrentar o problema da criminalidade de forma mais ampla.

3. A teoria das janelas quebradas pode levar a uma criminalização de comportamentos que não são necessariamente criminosos?

Sim. É importante ter cuidado para não confundir a aparência do ambiente com a criminalidade em si. A teoria das janelas quebradas pode levar a uma criminalização de comportamentos que não são necessariamente criminosos, como mendicância e uso de drogas. É preciso buscar soluções mais amplas e não apenas focar na aparência do ambiente.

Related video of teoria das janelas quebradas resumo

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait