Sobre Os Pressupostos Da Antropologia Estruturalista

Reza September 19, 2022
PPT TEORIA ESTRUTURALISTA PowerPoint Presentation, free download ID

A antropologia estruturalista é uma corrente teórica da antropologia que surgiu na década de 1950, liderada pelo antropólogo francês Claude Lévi-Strauss. Esta corrente propõe uma abordagem analítica que busca compreender as estruturas subjacentes aos fenômenos sociais e culturais, assim como suas relações e interações.

Origens da antropologia estruturalista

O estruturalismo tem suas origens nas teorias linguísticas e semióticas de Ferdinand de Saussure. Saussure propôs que a linguagem é um sistema de signos que funciona por oposições binárias, ou seja, as palavras são definidas por aquilo que não são. Por exemplo, a palavra “homem” é definida pela sua oposição à palavra “mulher”.

Essa ideia de oposições binárias foi aplicada por Lévi-Strauss à análise de sistemas culturais. Segundo ele, toda cultura é composta por uma série de oposições binárias que funcionam como estruturas subjacentes ao comportamento humano. Essas estruturas são chamadas de “estruturas elementares do parentesco”.

Pressupostos da antropologia estruturalista

A antropologia estruturalista parte de alguns pressupostos fundamentais para a análise das estruturas culturais. Alguns desses pressupostos são:

1. A cultura é um sistema

Para os estruturalistas, a cultura não é composta por elementos isolados, mas sim por um conjunto de elementos interligados que formam uma estrutura. Essa estrutura é composta por elementos que se relacionam entre si e que possuem significados específicos dentro do sistema.

2. A cultura é composta por oposições binárias

Seguindo a teoria linguística de Saussure, os estruturalistas afirmam que a cultura é composta por oposições binárias que funcionam como estruturas elementares. Essas estruturas são chamadas de “estruturas elementares do parentesco” e são responsáveis por organizar as relações familiares e sociais.

For more information, please click the button below.

3. A cultura é um produto da mente humana

Os estruturalistas afirmam que a cultura é um produto da mente humana, ou seja, é criada pelos seres humanos para dar sentido ao mundo em que vivem. Essa criação é um processo simbólico que envolve a atribuição de significados aos elementos culturais.

4. A cultura é uma forma de comunicação

Para os estruturalistas, a cultura é uma forma de comunicação que permite a transmissão de significados entre os indivíduos de uma sociedade. Essa comunicação é feita por meio de símbolos e signos que possuem significados específicos dentro do sistema cultural.

Métodos da antropologia estruturalista

A antropologia estruturalista utiliza alguns métodos específicos para a análise das estruturas culturais. Alguns desses métodos são:

1. Análise de oposições binárias

A análise de oposições binárias é o método mais utilizado pelos estruturalistas para a análise das estruturas culturais. Esse método consiste em identificar as oposições binárias presentes em um sistema cultural e analisar como essas oposições se relacionam entre si.

2. Análise estrutural

A análise estrutural consiste em identificar as estruturas elementares presentes em um sistema cultural e analisar como essas estruturas se relacionam entre si. Essa análise permite compreender as relações sociais e familiares presentes em uma sociedade.

3. Análise de mitos

A análise de mitos é um método utilizado pelos estruturalistas para compreender as estruturas culturais presentes em uma sociedade. Os mitos são analisados como narrativas que contêm significados simbólicos que revelam as estruturas subjacentes ao comportamento humano.

Críticas à antropologia estruturalista

A antropologia estruturalista recebeu críticas de diversas correntes teóricas, especialmente das correntes pós-estruturalistas e da antropologia simbólica. Algumas das críticas mais comuns são:

1. Reducionismo estruturalista

Os críticos da antropologia estruturalista afirmam que essa corrente reduz a cultura a uma série de oposições binárias e estruturas elementares, ignorando a complexidade e a diversidade de cada cultura.

2. Essencialismo estruturalista

Os críticos da antropologia estruturalista afirmam que essa corrente assume que as estruturas culturais são essenciais e imutáveis, ignorando a possibilidade de mudança e transformação cultural.

3. Universalismo estruturalista

Os críticos da antropologia estruturalista afirmam que essa corrente assume que as estruturas culturais são universais e aplicáveis a todas as culturas, ignorando as particularidades e as diferenças culturais.

Conclusão

A antropologia estruturalista propõe uma abordagem analítica que busca compreender as estruturas subjacentes aos fenômenos sociais e culturais. Essa corrente utiliza métodos específicos, como a análise de oposições binárias, a análise estrutural e a análise de mitos, para a compreensão das estruturas culturais. No entanto, a antropologia estruturalista recebeu críticas de diversas correntes teóricas, especialmente das correntes pós-estruturalistas e da antropologia simbólica, que contestam suas premissas redutivas, essencialistas e universalistas.

FAQs

1. O que são estruturas elementares do parentesco?

As estruturas elementares do parentesco são as oposições binárias que organizam as relações familiares e sociais em uma sociedade. Essas estruturas foram propostas por Claude Lévi-Strauss como um modelo para a análise dos sistemas culturais.

2. A antropologia estruturalista é uma corrente teórica ainda relevante?

Embora a antropologia estruturalista tenha recebido críticas de diversas correntes teóricas, ela ainda é relevante para a compreensão das estruturas culturais em uma sociedade. Alguns dos métodos propostos pelos estruturalistas, como a análise de oposições binárias e a análise de mitos, ainda são utilizados por antropólogos contemporâneos.

3. Como a antropologia estruturalista influenciou outras áreas do conhecimento?

A antropologia estruturalista influenciou diversas áreas do conhecimento, especialmente a linguística, a semiótica e a psicologia. A ideia de que a cultura é composta por oposições binárias teve influência direta na teoria da comunicação e na análise de discursos em outras áreas do conhecimento.

Related video of sobre os pressupostos da antropologia estruturalista

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait