Segundo Libâneo 2002, A Pedagogia Progressista É Dividida Em

Reza September 20, 2022
Filosofia da educação

A Pedagogia Progressista é uma vertente educacional que tem como objetivo formar cidadãos críticos e participativos na sociedade. Segundo o educador brasileiro José Carlos Libâneo, em sua obra “Pedagogia e Pedagogos, para quê?”, publicada em 2002, a Pedagogia Progressista é dividida em quatro correntes:

1. Pedagogia Libertadora

A Pedagogia Libertadora, elaborada pelo educador brasileiro Paulo Freire, busca a emancipação dos indivíduos e a transformação social. Para isso, propõe uma educação que seja participativa e libertadora, em que o aluno seja o protagonista do seu próprio processo de aprendizagem e tenha consciência crítica da realidade que o cerca. A Pedagogia Libertadora valoriza a experiência do aluno e sua relação com o mundo, e busca superar a educação bancária, em que o conhecimento é transferido de forma mecânica e autoritária.

2. Pedagogia Crítico-Social dos Conteúdos

A Pedagogia Crítico-Social dos Conteúdos busca uma educação que seja crítica e reflexiva, em que o conteúdo escolar esteja relacionado com a realidade social dos alunos. Essa corrente pedagógica valoriza a escola como um espaço de transformação social e busca desenvolver nos alunos a capacidade de analisar a realidade em que vivem e de agir sobre ela. A Pedagogia Crítico-Social dos Conteúdos propõe uma educação que seja contextualizada e significativa, em que o aluno seja estimulado a construir o conhecimento a partir da sua experiência e do seu contexto social.

3. Pedagogia Histórico-Crítica

A Pedagogia Histórico-Crítica, desenvolvida pelo educador brasileiro Dermeval Saviani, se baseia na relação entre educação e sociedade. Essa corrente pedagógica busca uma educação que seja crítica e histórica, em que o aluno seja capaz de compreender a realidade social em que vive e de atuar sobre ela. A Pedagogia Histórico-Crítica propõe uma educação que seja orientada pelo conhecimento científico e pela análise crítica da realidade social, em que o aluno seja estimulado a desenvolver uma consciência crítica e a se tornar um agente de transformação social.

4. Pedagogia Progressista Libertária

A Pedagogia Progressista Libertária, inspirada nas ideias do anarquismo, busca uma educação que seja livre e autônoma, em que o aluno seja o sujeito do seu próprio processo de aprendizagem. Essa corrente pedagógica propõe uma educação que seja democrática e participativa, em que o aluno tenha liberdade para escolher o que quer aprender e como quer aprender. A Pedagogia Progressista Libertária valoriza a autonomia e a responsabilidade do aluno, e busca uma educação que seja crítica e libertadora.

Conclusão

A Pedagogia Progressista é uma corrente pedagógica que tem como objetivo formar cidadãos críticos e participativos na sociedade. Segundo José Carlos Libâneo, essa corrente pedagógica é dividida em quatro correntes: Pedagogia Libertadora, Pedagogia Crítico-Social dos Conteúdos, Pedagogia Histórico-Crítica e Pedagogia Progressista Libertária. Cada uma dessas correntes tem suas particularidades e suas contribuições para a educação crítica e transformadora.

For more information, please click the button below.

FAQs

1. Qual a diferença entre a Pedagogia Libertadora e a Pedagogia Progressista Libertária?

A Pedagogia Libertadora, elaborada por Paulo Freire, busca a emancipação dos indivíduos e a transformação social, valorizando a experiência do aluno e sua relação com o mundo. Já a Pedagogia Progressista Libertária, inspirada no anarquismo, propõe uma educação livre e autônoma, em que o aluno seja o sujeito do seu próprio processo de aprendizagem, valorizando a autonomia e a responsabilidade do aluno.

2. Como a Pedagogia Crítico-Social dos Conteúdos propõe uma educação significativa?

A Pedagogia Crítico-Social dos Conteúdos propõe uma educação que seja contextualizada e significativa, em que o aluno seja estimulado a construir o conhecimento a partir da sua experiência e do seu contexto social. Para isso, é importante que o conteúdo escolar esteja relacionado com a realidade social dos alunos, de forma que eles possam compreender e atuar sobre essa realidade.

3. Qual a importância da Pedagogia Histórico-Crítica para a transformação social?

A Pedagogia Histórico-Crítica busca uma educação que seja crítica e histórica, em que o aluno seja capaz de compreender a realidade social em que vive e de atuar sobre ela. Essa corrente pedagógica propõe uma educação que seja orientada pelo conhecimento científico e pela análise crítica da realidade social, em que o aluno seja estimulado a desenvolver uma consciência crítica e a se tornar um agente de transformação social. Assim, a Pedagogia Histórico-Crítica é importante para formar cidadãos críticos e participativos na sociedade, capazes de atuar para transformá-la.

Related video of segundo libâneo 2002 a pedagogia progressista é dividida em

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait