Resumo Da República De Platão

Reza March 28, 2023
Tô na UFSB Mapa Conceitual Platão

Introdução

A República é uma obra filosófica escrita por Platão, um dos mais importantes filósofos gregos da antiguidade. O livro é uma obra complexa que apresenta diversas ideias sobre política, ética, justiça, educação e psicologia. Neste artigo, vamos fazer um resumo da República, destacando os principais pontos abordados por Platão.

O que é a República?

A República é uma obra filosófica escrita por Platão no século IV a.C. O livro é uma reflexão profunda sobre a política, a ética e a justiça, e apresenta a visão do filósofo sobre como deveria ser organizada a sociedade ideal. A obra é dividida em dez livros, nos quais Platão apresenta diversos diálogos entre personagens que discutem sobre temas como a natureza da justiça, a educação dos cidadãos e a organização do Estado.

Os três tipos de alma

Uma das ideias centrais da República é a teoria das três partes da alma. Platão acreditava que a alma humana era dividida em três partes: a racional, a irascível e a concupiscente. A parte racional é responsável pelo pensamento e pela razão, a irascível pelo espírito e pelo desejo de honra, e a concupiscente pelos desejos físicos e materiais. Segundo Platão, a alma justa é aquela em que a parte racional está no controle das outras duas partes. Já a alma injusta é aquela em que a parte irascível ou a concupiscente está no controle da parte racional. Dessa forma, a justiça é vista como uma harmonia entre as três partes da alma.

A ideia de justiça

Para Platão, a justiça é uma virtude fundamental que deve ser cultivada pelos indivíduos e pela sociedade como um todo. Ele acreditava que a justiça era o princípio fundamental que deveria guiar a organização do Estado ideal. Platão entendia a justiça como uma harmonia entre as partes da alma e entre os indivíduos e a sociedade. Ele defendia que a justiça deveria ser alcançada por meio da educação e da formação moral dos cidadãos.

O Estado ideal

Platão acreditava que a sociedade ideal deveria ser organizada de forma hierárquica, com três classes sociais: os guardiões, os auxiliares e os produtores. Os guardiões seriam responsáveis pela defesa do Estado, os auxiliares pela manutenção da ordem e os produtores pela produção de bens materiais. O Estado ideal seria governado por filósofos, que teriam conhecimento e sabedoria para tomar as decisões certas e buscar o bem comum. Para Platão, os filósofos eram os únicos capazes de entender a natureza da justiça e de governar com sabedoria.

A educação dos cidadãos

Para Platão, a educação era fundamental para a formação dos cidadãos e para a construção de uma sociedade justa. Ele defendia que a educação deveria ser voltada para a formação moral e intelectual dos indivíduos, e não apenas para a transmissão de conhecimentos técnicos. Na visão de Platão, a educação deveria começar na infância e se estender por toda a vida. Ele defendia que os cidadãos deveriam ser educados para desenvolver as três partes da alma e para buscar a harmonia entre elas. Além disso, ele acreditava que a educação deveria ser gratuita e acessível a todos os cidadãos.

For more information, please click the button below.

Conclusão

A República é uma obra complexa e profunda que apresenta diversas ideias sobre política, ética, justiça, educação e psicologia. Platão defendia a ideia de que a justiça era o princípio fundamental que deveria guiar a organização do Estado ideal, e que a educação era fundamental para a formação dos cidadãos e para a construção de uma sociedade justa. Apesar de ter sido escrita há mais de dois mil anos, a obra continua sendo relevante e inspiradora para os debates sobre política e sociedade nos dias de hoje.

FAQs

O que é a teoria das três partes da alma?

A teoria das três partes da alma é uma ideia central da filosofia de Platão. Segundo ele, a alma humana é dividida em três partes: a racional, a irascível e a concupiscente. A parte racional é responsável pelo pensamento e pela razão, a irascível pelo espírito e pelo desejo de honra, e a concupiscente pelos desejos físicos e materiais. A alma justa é aquela em que a parte racional está no controle das outras duas partes, enquanto a alma injusta é aquela em que a parte irascível ou a concupiscente está no controle da parte racional.

Qual é a importância da educação na República?

Para Platão, a educação era fundamental para a formação dos cidadãos e para a construção de uma sociedade justa. Ele defendia que a educação deveria ser voltada para a formação moral e intelectual dos indivíduos, e não apenas para a transmissão de conhecimentos técnicos. Na visão de Platão, a educação deveria começar na infância e se estender por toda a vida. Ele defendia que os cidadãos deveriam ser educados para desenvolver as três partes da alma e para buscar a harmonia entre elas. Além disso, ele acreditava que a educação deveria ser gratuita e acessível a todos os cidadãos.

O que é o Estado ideal proposto por Platão?

Platão acreditava que a sociedade ideal deveria ser organizada de forma hierárquica, com três classes sociais: os guardiões, os auxiliares e os produtores. Os guardiões seriam responsáveis pela defesa do Estado, os auxiliares pela manutenção da ordem e os produtores pela produção de bens materiais. O Estado ideal seria governado por filósofos, que teriam conhecimento e sabedoria para tomar as decisões certas e buscar o bem comum. Para Platão, os filósofos eram os únicos capazes de entender a natureza da justiça e de governar com sabedoria.

Related video of resumo a republica de platão

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait