Reagente Em Excesso E Limitante

Reza October 3, 2021
PPT Química Aplicada à Engenharia Ambiental PowerPoint Presentation

Introdução

Quando duas ou mais substâncias reagem entre si, elas podem estar presentes em proporções diferentes. Essas diferenças de proporções podem afetar a quantidade de produto formado e a quantidade de reagente restante após a reação. Nesse contexto, é importante entender os conceitos de reagente em excesso e limitante.

Reagente em Excesso

O reagente em excesso é aquele que está presente em quantidade maior do que o necessário para reagir completamente com o outro reagente. Em outras palavras, ele não é totalmente consumido na reação e sobra após a conclusão da mesma. Por exemplo, considere a reação entre o hidróxido de sódio (NaOH) e o ácido clorídrico (HCl) para formar cloreto de sódio (NaCl) e água (H2O): NaOH + HCl -> NaCl + H2O Se adicionarmos 50 mL de NaOH a uma solução de HCl de 25 mL, o NaOH será o reagente em excesso. Isso ocorre porque o NaOH tem uma concentração maior (1 M) do que o HCl (0,5 M), o que significa que há mais moléculas de NaOH disponíveis para reagir do que de HCl. Nesse caso, a quantidade de produto formado será determinada pela quantidade de HCl presente, que é o reagente limitante. O NaOH restante após a reação será considerado o reagente em excesso.

Reagente Limitante

O reagente limitante é aquele que está presente em quantidade menor do que o necessário para reagir completamente com o outro reagente. Em outras palavras, ele é totalmente consumido na reação e determina a quantidade máxima de produto que pode ser formado. Continuando com o exemplo anterior, se adicionarmos 25 mL de HCl a uma solução de NaOH de 50 mL, o HCl será o reagente limitante. Isso ocorre porque a quantidade de moléculas de HCl presentes é menor do que a quantidade de moléculas de NaOH disponíveis para reagir. Nesse caso, a quantidade de produto formado será determinada pela quantidade de HCl presente, que é o reagente limitante. O NaOH restante após a reação será considerado o reagente em excesso.

Cálculo do Reagente Limitante

Para determinar qual reagente é o limitante, é necessário comparar as quantidades dos reagentes presentes na reação com as proporções estequiométricas da reação. A proporção estequiométrica é a relação entre as quantidades de reagentes necessárias para reagir completamente e formar um produto. No exemplo da reação entre NaOH e HCl, a proporção estequiométrica é de 1:1, o que significa que 1 mol de NaOH reage completamente com 1 mol de HCl para formar 1 mol de NaCl e 1 mol de H2O. Para calcular o reagente limitante, é necessário determinar quantos mols de cada reagente estão presentes na reação e comparar com a proporção estequiométrica. O reagente que estiver presente em quantidade menor do que a necessária será o reagente limitante. Por exemplo, se adicionarmos 0,1 mol de NaOH e 0,05 mol de HCl à reação, o HCl será o reagente limitante, pois a proporção estequiométrica é de 1:1 e temos apenas metade da quantidade necessária de HCl para reagir completamente com o NaOH.

Cálculo da Quantidade de Produto e Reagente em Excesso

Após determinar qual é o reagente limitante, é possível calcular a quantidade máxima de produto que pode ser formado e a quantidade de reagente em excesso. Para calcular a quantidade de produto, é necessário utilizar a proporção estequiométrica e a quantidade do reagente limitante. No exemplo da reação entre NaOH e HCl, se tivermos 0,05 mol de HCl, a quantidade máxima de NaCl que pode ser formada é 0,05 mol. Para calcular a quantidade de reagente em excesso, é necessário subtrair a quantidade de reagente limitante da quantidade total de reagente presente na reação. No exemplo anterior, se tivermos 0,1 mol de NaOH e 0,05 mol de HCl, o NaOH restante após a reação será de 0,05 mol (a quantidade inicial de NaOH menos a quantidade de NaOH necessária para reagir completamente com o HCl).

Conclusão

Os conceitos de reagente em excesso e limitante são importantes para entender como as quantidades dos reagentes presentes em uma reação podem afetar a quantidade de produto formado e a quantidade de reagente restante após a reação. É necessário calcular o reagente limitante para determinar a quantidade máxima de produto que pode ser formado e a quantidade de reagente em excesso.

For more information, please click the button below.

FAQs

1. O que acontece se adicionarmos mais reagente limitante após a conclusão da reação?

Se adicionarmos mais reagente limitante após a conclusão da reação, a reação continuará até que todo o reagente limitante seja consumido. A quantidade do produto formado dependerá da quantidade adicional de reagente limitante adicionado e da quantidade de reagente em excesso restante.

2. Como a proporção estequiométrica é utilizada para calcular o reagente limitante?

A proporção estequiométrica é a relação entre as quantidades de reagentes necessárias para reagir completamente e formar um produto. Ela é utilizada para comparar as quantidades dos reagentes presentes na reação com as quantidades necessárias para reagir completamente e determinar qual é o reagente limitante.

3. Qual é a importância de calcular o reagente limitante?

O cálculo do reagente limitante é importante para determinar a quantidade máxima de produto que pode ser formado e a quantidade de reagente em excesso. Isso permite a otimização dos processos químicos e a economia de reagentes. Além disso, o conhecimento do reagente limitante é essencial para a determinação das condições ideais de reação.

Related video of reagente em excesso e limitante

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait