Quando Falamos Na Voz Ativa Expressamos

Reza November 17, 2022
PPT VOZES DO VERBO PowerPoint Presentation, free download ID3693674

A voz ativa é um dos três modos verbais, juntamente com a voz passiva e a voz reflexiva. Quando falamos na voz ativa, estamos expressando a ação realizada pelo sujeito. Ou seja, a voz ativa é utilizada quando o sujeito pratica a ação expressa pelo verbo.

Exemplos de frases na voz ativa

  • Eu amo comer pizza.
  • O cachorro late para o carteiro.
  • João comprou um novo carro.

Em todas as frases acima, o sujeito é quem pratica a ação expressa pelo verbo. Na primeira frase, “eu” é quem ama comer pizza. Na segunda frase, “o cachorro” é quem late. E na terceira frase, “João” é quem comprou um novo carro.

Os benefícios da voz ativa

A voz ativa é geralmente mais clara e direta do que a voz passiva. Ela permite que o escritor ou o falante enfatize o sujeito e a ação realizada por ele, tornando a mensagem mais objetiva e fácil de entender.

Além disso, a voz ativa é mais adequada para transmitir informações precisas e confiáveis, pois indica claramente quem é responsável pela ação expressa pelo verbo. Por exemplo, em uma notícia, a voz ativa é mais apropriada para informar quem cometeu um crime ou quem tomou determinada decisão.

Como identificar a voz ativa

Para identificar se uma frase está na voz ativa, é preciso verificar quem é o sujeito e quem é o agente da ação. O sujeito é quem pratica a ação, e o agente é aquele que realiza a ação.

Na frase “Maria comprou um presente para João”, por exemplo, o sujeito é “Maria”, que pratica a ação de “comprar um presente”. O agente da ação é “João”, que é o receptor do presente.

For more information, please click the button below.

Na voz ativa, a ordem das palavras geralmente segue o padrão sujeito + verbo + objeto. Porém, é importante lembrar que nem sempre essa ordem é seguida, especialmente em frases interrogativas e imperativas.

Quando usar a voz passiva ou reflexiva

A voz passiva é usada quando o objeto da ação se torna o sujeito da frase. Em outras palavras, é quando a ação é praticada sobre o sujeito, e não pelo sujeito. Por exemplo, na frase “O livro foi escrito por João”, o sujeito é “o livro”, que recebe a ação de “ser escrito”, e João é o agente da ação.

Já a voz reflexiva é usada quando o sujeito pratica a ação sobre si mesmo. Por exemplo, na frase “Eu me cortei com a faca”, o sujeito “eu” pratica a ação de “cortar”, mas sobre si mesmo.

Conclusão

Em resumo, a voz ativa é utilizada para expressar a ação realizada pelo sujeito. Ela é clara, direta e mais adequada para transmitir informações precisas e confiáveis. Para identificar a voz ativa, é preciso verificar quem é o sujeito e o agente da ação. E, por fim, é importante lembrar que há outros modos verbais, como a voz passiva e a reflexiva, que são usados em situações específicas.

FAQs

1. A voz ativa é sempre mais clara do que a voz passiva?

Nem sempre. Em alguns casos, a voz passiva pode ser mais adequada para enfatizar o objeto da ação ou quando não se sabe quem é o agente da ação. Por exemplo, na frase “A casa foi incendiada”, a voz passiva enfatiza a ação de “incendiar” sobre a casa, sem necessariamente indicar quem foi o responsável pela ação.

2. A voz reflexiva sempre tem o pronome “se”?

Não necessariamente. Na voz reflexiva, o sujeito pode ser seguido por um pronome reflexivo, como em “Eu me cortei com a faca”. Porém, em algumas frases, o pronome reflexivo pode ser omitido, como em “Eu lavei as mãos antes de comer”, em que o sujeito pratica a ação sobre si mesmo sem a necessidade do pronome “me”.

3. A voz ativa é usada apenas na língua portuguesa?

Não. A voz ativa é um modo verbal presente em diversas línguas, como inglês, espanhol, francês, entre outras.

Related video of quando falamos na voz ativa expressamos

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait