Porque Sócrates Foi Condenado À Morte?

Reza December 15, 2022
The Death Of Socrates Painting by Louis David Fine Art America

Sócrates foi um filósofo grego que viveu em Atenas entre 470 a.C. e 399 a.C. Ele é considerado um dos mais importantes pensadores da história da filosofia ocidental e suas ideias influenciaram muitos pensadores posteriores.

Apesar de sua grande contribuição para a filosofia, Sócrates foi condenado à morte em Atenas. Mas por que isso aconteceu? Existem diversas teorias e explicações para essa condenação, e neste texto vamos explorar algumas delas.

As acusações

As acusações que levaram Sócrates à morte foram de impiedade e corrupção da juventude. Segundo o relato de Platão, em seu livro “Apologia de Sócrates”, o filósofo foi acusado por Meleto, Ânito e Licon, que o consideravam uma ameaça para a sociedade ateniense.

Meleto acusou Sócrates de não acreditar nos deuses reconhecidos pelo Estado e de introduzir novas divindades. Ânito, por sua vez, acusou-o de corromper a juventude e de ser um inimigo da democracia. Licon, um orador profissional, acusou-o de ser um sofista, ou seja, de fazer discursos enganosos.

Essas acusações foram levadas ao tribunal ateniense, que era formado por 501 cidadãos escolhidos por sorteio, e que decidia os casos por maioria de votos. Sócrates foi julgado pelos seus pares, mas não contou com a defesa de um advogado, como era comum na época. Ele mesmo fez a sua defesa, que ficou conhecida como “Apologia de Sócrates”.

A defesa de Sócrates

Na sua defesa, Sócrates argumentou que as acusações contra ele eram injustas e que ele não era culpado de nada. Ele afirmou que não era um sofista, pois não recebia dinheiro para ensinar e que não tinha interesse em corromper a juventude. Ele também negou que não acreditava nos deuses, mas que tinha uma relação especial com Apolo, que lhe dava conselhos através da sua voz interior.

For more information, please click the button below.

Ele ainda afirmou que a sua filosofia tinha como objetivo levar as pessoas a questionarem as suas próprias crenças e a buscarem a verdade. Ele se considerava um sábio apenas porque sabia que nada sabia, e por isso buscava o conhecimento através do diálogo com os outros.

Apesar da sua defesa eloquente, Sócrates foi condenado por 281 votos a favor da condenação e 220 votos contrários. A pena imposta foi a morte por envenenamento com cicuta.

As razões da condenação

Existem diversas teorias sobre as razões que levaram à condenação de Sócrates. Alguns historiadores acreditam que a sua execução foi um reflexo da instabilidade política de Atenas na época, que estava em guerra com outras cidades-estado gregas.

Outros acreditam que a condenação foi uma reação à sua filosofia, que questionava as crenças e os valores tradicionais da sociedade ateniense. Sócrates era considerado um subversivo pelos seus contemporâneos, que temiam que as suas ideias pudessem minar a moralidade e a estabilidade da cidade.

Alguns estudiosos também acreditam que a condenação de Sócrates foi motivada por questões pessoais. Meleto, um dos acusadores, era um poeta que havia sido ridicularizado por Sócrates em um dos seus diálogos. Ânito, por sua vez, era um político que havia sido criticado por Sócrates por não ter conhecimento suficiente para governar.

A importância de Sócrates

Apesar da sua condenação injusta, Sócrates deixou um legado importante para a filosofia e para a cultura ocidental. Ele é considerado o fundador da ética ocidental e o pai da filosofia moral. Sua filosofia influenciou muitos pensadores posteriores, como Platão, Aristóteles e Kant.

Sócrates também foi um exemplo de coragem e integridade. Ele preferiu enfrentar a morte a renunciar às suas crenças e princípios. Sua morte foi considerada um exemplo de sacrifício em nome da verdade e da justiça.

Conclusão

A condenação de Sócrates à morte foi um evento triste e injusto na história da filosofia e da cultura ocidental. Ele foi acusado de crimes que não cometeu e condenado sem direito a uma defesa adequada. No entanto, a sua morte não apagou o seu legado e a sua filosofia continua a inspirar e influenciar muitos pensadores até hoje.

FAQs

1. Por que Sócrates não teve direito a um advogado?

Na época em que Sócrates foi julgado, não era comum o uso de advogados nos tribunais. Os réus geralmente faziam a sua própria defesa ou contavam com a ajuda de amigos e parentes. No caso de Sócrates, ele optou por fazer a sua própria defesa.

2. Como a morte de Sócrates foi executada?

Sócrates foi condenado à morte por envenenamento com cicuta. Ele foi levado para uma cela, onde ficou por um dia e uma noite. No dia seguinte, foi obrigado a beber um copo de cicuta, que o matou rapidamente. Segundo Platão, seus amigos e seguidores estavam presentes no momento da sua morte.

3. Quem foi o principal discípulo de Sócrates?

O principal discípulo de Sócrates foi Platão, que se tornou um dos mais importantes filósofos da história da filosofia ocidental. Platão escreveu vários diálogos em que Sócrates é o personagem principal, e que são considerados algumas das obras mais importantes da filosofia ocidental.

Related video of porque sócrates foi condenado à morte

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait