Por Que Os Samaritanos Não Se Davam Com Os Judeus?

Reza July 10, 2022
CURIOSIDADE BÍBLICA Por que os judeus não se davam com os samaritanos

Os samaritanos eram um grupo étnico e religioso que habitava a região da Samaria, localizada entre a Galileia e a Judeia. Já os judeus eram um povo que habitava a Judeia, região ao sul de Samaria. A relação entre os samaritanos e os judeus era tensa e desfavorável, sendo marcada por conflitos e hostilidades. Essa tensão remonta a séculos antes de Cristo e pode ser explicada por diversos fatores históricos e culturais.

Origens da tensão entre samaritanos e judeus

Uma das principais causas da tensão entre samaritanos e judeus é a divergência religiosa. Os samaritanos acreditavam em um Deus único e seguiam os cinco livros da Torá, considerados sagrados por todas as vertentes do judaísmo. No entanto, eles rejeitavam os demais livros da Bíblia hebraica e não reconheciam o Templo de Jerusalém como o único local de culto a Deus.

Por outro lado, os judeus seguiam a mesma religião, mas com algumas diferenças. Eles aceitavam toda a Bíblia hebraica como sagrada e consideravam o Templo de Jerusalém como o centro do culto a Deus. Essas diferenças religiosas geravam conflitos entre os dois grupos, que se acusavam mutuamente de heresia e idolatria.

Além das diferenças religiosas, também havia conflitos políticos e territoriais entre samaritanos e judeus. Durante o período do Império Romano, a Judeia era uma província controlada pelos romanos, enquanto a Samaria era governada por um rei samaritano. Isso gerava rivalidades e disputas por poder entre os dois grupos, que tinham interesses políticos e territoriais divergentes.

Conflitos históricos entre samaritanos e judeus

A tensão entre samaritanos e judeus não é um fenômeno novo. Essa rivalidade remonta a séculos antes de Cristo e pode ser observada em diversos episódios históricos. Algumas das principais disputas entre os dois grupos foram:

Construção do Templo de Jerusalém

No século VI a.C., os judeus reconstruíram o Templo de Jerusalém, que havia sido destruído pelos babilônios. Os samaritanos ofereceram ajuda na construção do templo, mas foram rejeitados pelos judeus. Isso gerou uma rivalidade entre os dois grupos, que passaram a se acusar mutuamente de traição e idolatria.

For more information, please click the button below.

Revolta dos macabeus

No século II a.C., os judeus se revoltaram contra o domínio selêucida, que controlava a Judeia na época. Durante essa revolta, os samaritanos se recusaram a ajudar os judeus e se aliaram aos selêucidas. Isso gerou uma hostilidade ainda maior entre os dois grupos, que passaram a se considerar inimigos.

Conflitos durante o período romano

Durante o período do Império Romano, os samaritanos se rebelaram contra o domínio romano e foram duramente reprimidos pelos romanos. Os judeus, por sua vez, não apoiaram a rebelião e se mantiveram fiéis aos romanos. Isso gerou uma hostilidade ainda maior entre os dois grupos, que passaram a se considerar traidores.

Reconciliação entre samaritanos e judeus

A tensão entre samaritanos e judeus persistiu ao longo dos séculos, mas houve alguns momentos de reconciliação entre os dois grupos. Um desses momentos ocorreu durante o reinado de Alexandre, o Grande, no século IV a.C. Segundo a tradição, Alexandre teria visitado a Samaria e sido recebido com honras pelos samaritanos. Ele teria reconhecido a importância da região e permitido que os samaritanos reconstruíssem o Templo de Gerizim, que havia sido destruído pelos judeus.

Outro momento de reconciliação ocorreu durante o reinado de Herodes, o Grande, no século I a.C. Herodes construiu um templo em homenagem a Deus na cidade de Samaria e convidou os samaritanos a participarem das festividades. Isso gerou uma aproximação entre os dois grupos, que passaram a conviver de forma mais pacífica.

Conclusão

A tensão entre samaritanos e judeus é um fenômeno histórico que remonta a séculos antes de Cristo. Essa rivalidade foi motivada por diferenças religiosas, políticas e territoriais entre os dois grupos. Apesar dos conflitos históricos, houve momentos de reconciliação entre os samaritanos e os judeus, que demonstram a possibilidade de convivência pacífica entre os povos.

FAQs

1. Os samaritanos ainda existem hoje em dia?

Sim, os samaritanos ainda existem hoje em dia, mas em número reduzido. Estima-se que haja cerca de 800 samaritanos vivendo na cidade de Nablus, na Cisjordânia, e em Holon, em Israel. Eles seguem a mesma religião dos antigos samaritanos e falam o idioma samaritano, que é uma forma antiga de hebraico.

2. A tensão entre samaritanos e judeus ainda persiste hoje em dia?

Não há uma tensão significativa entre samaritanos e judeus nos dias de hoje. Os samaritanos são reconhecidos como um grupo religioso minoritário em Israel e na Palestina e têm direito a praticar sua religião livremente.

3. Qual é a importância dos samaritanos na Bíblia?

Os samaritanos são mencionados diversas vezes na Bíblia hebraica e no Novo Testamento. Eles são retratados como um povo que mantinha relações ambíguas com os judeus e que era visto com desconfiança pelos líderes religiosos da época. No Novo Testamento, há relatos de encontros entre Jesus e samaritanos, que são apresentados como exemplos de tolerância e amor ao próximo.

Related video of porque os samaritanos não se davam com os judeus

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait