Personagem Do Livro O Cortiço

Reza October 4, 2021
O Cortiço Coleção Clássicos Brasileiros Em HQ d3 Educacional Loja

O Cortiço é um livro escrito por Aluísio Azevedo, um dos maiores representantes do Naturalismo no Brasil. Publicado em 1890, a obra apresenta um retrato da vida na cidade do Rio de Janeiro no final do século XIX, com destaque para a figura dos moradores de um cortiço, que dá nome ao livro.

Contexto histórico

O final do século XIX foi um período de grandes transformações na sociedade brasileira. O processo de urbanização se intensificou, com a chegada de imigrantes europeus e a expansão das atividades econômicas. Ao mesmo tempo, a escravidão foi abolida em 1888, o que provocou um grande deslocamento de mão de obra para as cidades.

Nesse contexto, surgiram os cortiços, que eram habitações coletivas, geralmente construídas de forma precária e sem higiene. Os cortiços abrigavam principalmente trabalhadores pobres, que não tinham condições de pagar aluguel em casas individuais.

Descrição do personagem

O personagem principal do livro O Cortiço é João Romão, um português que começa como um pequeno comerciante e acaba se tornando dono do cortiço. João Romão é descrito como um homem ganancioso e sem escrúpulos, que faz de tudo para enriquecer, mesmo que isso signifique explorar os seus próprios moradores.

Além de João Romão, o livro apresenta outros personagens marcantes, como Bertoleza, uma escrava alforriada que se torna amante de João Romão; Jerônimo, um trabalhador honesto que acaba se tornando alcoólatra; e Rita Baiana, uma mulata sensual que desperta a cobiça dos homens do cortiço.

Análise do personagem

João Romão é um personagem complexo e contraditório. Por um lado, ele é retratado como um empreendedor visionário, que consegue transformar um pequeno estabelecimento em um império comercial. Por outro lado, ele é um homem ganancioso e egoísta, que não se importa com o sofrimento dos seus moradores.

For more information, please click the button below.

João Romão é um exemplo do que os naturalistas chamavam de “homem-massa”, ou seja, um indivíduo que é moldado pelas forças sociais e econômicas que o cercam. Segundo essa teoria, o comportamento humano é determinado por fatores biológicos e sociais, e não por escolhas individuais.

No caso de João Romão, a sua ambição desmedida é explicada pelo ambiente em que ele vive. Ele é um imigrante pobre, que chega ao Brasil sem nenhum dinheiro e sem nenhum apoio. Para conseguir sobreviver, ele precisa trabalhar duro e aproveitar todas as oportunidades que aparecem.

No entanto, à medida que ele vai enriquecendo, João Romão começa a se distanciar dos seus valores originais. Ele se torna cada vez mais avarento e mesquinho, e passa a explorar os seus próprios moradores, cobrando aluguéis abusivos e vendendo produtos de baixa qualidade.

Com isso, João Romão se torna um símbolo da exploração capitalista, que é capaz de transformar pessoas honestas em seres egoístas e cruéis.

Conclusão

O personagem de João Romão no livro O Cortiço é um exemplo da riqueza da literatura brasileira e das transformações sociais que ocorreram no final do século XIX. João Romão é um homem complexo e contraditório, que representa os desafios e as contradições da vida em uma sociedade em transformação.

FAQs

1. Qual é o papel dos cortiços na obra O Cortiço?

Os cortiços são apresentados como um microcosmo da sociedade brasileira do final do século XIX. Eles abrigam uma diversidade de personagens, que representam diferentes camadas sociais e culturais. Além disso, os cortiços são descritos como locais de exploração e opressão, onde os moradores são obrigados a viver em condições precárias e sem higiene.

2. O que é o Naturalismo?

O Naturalismo é um movimento literário que surgiu na França no final do século XIX. Ele se caracteriza pela valorização da observação científica da realidade, e pela representação crua e objetiva dos aspectos mais sombrios da vida humana. No Brasil, o Naturalismo teve como principais representantes Aluísio Azevedo e Adolfo Caminha.

3. Qual é a importância do livro O Cortiço na literatura brasileira?

O Cortiço é considerado uma das obras mais importantes da literatura brasileira, tanto pelo seu valor estético quanto pelo seu conteúdo social e político. O livro apresenta um retrato realista e sem idealizações da vida nas cidades brasileiras do final do século XIX, e denuncia as condições precárias em que viviam os trabalhadores pobres. Além disso, a obra tem um papel importante na consolidação do movimento naturalista no Brasil.

Related video of personagem do livro o cortiço

https://youtube.com/watch?v=eO8lfrKmEIo

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait