O Que Foi O Idealismo Alemão

Reza November 4, 2021
Segundo 2013

O idealismo alemão foi um movimento filosófico que surgiu na Alemanha no final do século XVIII e início do século XIX, e que teve grande influência no desenvolvimento da filosofia ocidental. Este movimento foi caracterizado por uma série de pensadores que buscavam uma nova maneira de compreender a realidade, a mente humana, a natureza e a sociedade, e que se concentravam em questões como a razão, a liberdade, o conhecimento e a moralidade.

Origens do idealismo alemão

O idealismo alemão tem suas raízes no Iluminismo, que foi um movimento cultural que surgiu na Europa no século XVIII e que se caracterizou por uma ênfase na razão, na ciência e na liberdade individual. No entanto, o idealismo alemão foi além do Iluminismo, propondo uma nova visão de mundo que se baseava em princípios filosóficos mais profundos.

Os principais filósofos que contribuíram para o desenvolvimento do idealismo alemão foram Immanuel Kant, Johann Gottlieb Fichte, Friedrich Wilhelm Joseph Schelling e Georg Wilhelm Friedrich Hegel. Cada um desses pensadores teve uma abordagem única para a filosofia, mas todos eles foram influenciados pela tradição filosófica alemã e pelas ideias do Iluminismo.

Immanuel Kant e o idealismo transcendental

Immanuel Kant foi o filósofo mais influente no surgimento do idealismo alemão. Ele é conhecido por sua obra “Crítica da Razão Pura”, publicada em 1781, na qual ele propôs uma nova abordagem para a filosofia que ele chamou de “idealismo transcendental”.

De acordo com Kant, a realidade é constituída por duas coisas: o mundo fenomênico, que é a realidade que percebemos através dos nossos sentidos, e o mundo numênico, que é a realidade que existe além da nossa percepção. A razão humana é capaz de conhecer apenas o mundo fenomênico, mas a existência do mundo numênico é uma questão que não pode ser respondida pela razão. Assim, Kant argumentou que a mente humana é responsável por construir o mundo que percebemos, e que a realidade é, em última análise, subjetiva.

Kant também argumentou que existem certas verdades universais e necessárias que são conhecidas a priori, ou seja, independentemente da experiência. Essas verdades, que incluem coisas como a matemática e a lógica, são fundamentais para a compreensão da realidade e da mente humana.

For more information, please click the button below.

Johann Gottlieb Fichte e o idealismo subjetivo

Johann Gottlieb Fichte foi um filósofo alemão que se concentrou na natureza da mente humana e na relação entre a mente e a realidade. Ele propôs uma abordagem para a filosofia que ficou conhecida como “idealismo subjetivo”.

De acordo com Fichte, a realidade é construída pela mente humana, e não existe uma realidade objetiva que exista independentemente da nossa percepção. Ele argumentou que a mente humana é capaz de criar a realidade através da sua própria atividade, e que a realidade é, portanto, subjetiva.

Fichte também defendeu a ideia de que a liberdade é fundamental para a natureza humana, e que a mente humana tem a capacidade de escolher como agir no mundo. Ele argumentou que a liberdade é uma condição necessária para a moralidade, e que a razão humana é capaz de discernir o que é certo e o que é errado.

Friedrich Wilhelm Joseph Schelling e o idealismo objetivo

Friedrich Wilhelm Joseph Schelling foi um filósofo alemão que se concentrou na natureza da realidade em si, e propôs uma abordagem para a filosofia que ficou conhecida como “idealismo objetivo”.

De acordo com Schelling, a realidade é composta por dois princípios opostos: o princípio da natureza, que é material e físico, e o princípio do espírito, que é imaterial e espiritual. Ele argumentou que esses dois princípios são inseparáveis e que a realidade só pode ser compreendida quando se considera a interação entre eles.

Por meio do idealismo objetivo, Schelling propôs que a realidade é uma totalidade orgânica e viva, e que a mente humana é capaz de compreender essa totalidade. Ele argumentou que a mente humana é uma parte integrante da realidade, e que a compreensão da realidade é uma questão de autoconhecimento.

Georg Wilhelm Friedrich Hegel e a dialética

Georg Wilhelm Friedrich Hegel foi um filósofo alemão que desenvolveu uma abordagem para a filosofia que ficou conhecida como “idealismo absoluto”.

De acordo com Hegel, a realidade é uma totalidade dinâmica e em constante mudança, que é composta por uma série de contradições e oposições. Ele argumentou que a mente humana é capaz de compreender essa realidade através da dialética, que é um processo de investigação que se concentra na resolução das contradições.

Hegel também defendeu a ideia de que a história é um processo dialético, e que a sociedade humana evoluiu ao longo do tempo através da resolução de contradições e conflitos. Ele argumentou que a história é uma expressão da razão humana, e que a realização da liberdade e da justiça é o objetivo final da humanidade.

Conclusão

O idealismo alemão foi um movimento filosófico que teve grande influência no desenvolvimento da filosofia ocidental. Os principais filósofos desse movimento, incluindo Immanuel Kant, Johann Gottlieb Fichte, Friedrich Wilhelm Joseph Schelling e Georg Wilhelm Friedrich Hegel, propuseram abordagens únicas para a filosofia, mas todos eles compartilhavam a ideia de que a realidade é construída pela mente humana.

O idealismo alemão também enfatizou a importância da razão, da liberdade, do conhecimento e da moralidade, e teve um grande impacto no desenvolvimento da psicologia, da literatura e da arte. Embora as ideias do idealismo alemão tenham sido criticadas ao longo do tempo, elas continuam a ser importantes para a compreensão da natureza humana e da realidade.

FAQs

O que é o idealismo?

O idealismo é uma corrente filosófica que enfatiza a importância da mente e da ideia na construção da realidade. Ele propõe que a realidade é construída pela mente humana, e que não existe uma realidade objetiva que exista independentemente da nossa percepção.

Quais são as principais características do idealismo alemão?

O idealismo alemão enfatiza a importância da razão, da liberdade, do conhecimento e da moralidade. Ele propõe que a realidade é construída pela mente humana, e que a mente humana é capaz de compreender a realidade por meio da razão.

Qual foi a contribuição do idealismo alemão para a filosofia?

O idealismo alemão teve uma grande influência no desenvolvimento da filosofia ocidental, e suas ideias continuam a ser importantes para a compreensão da natureza humana e da realidade. Os principais filósofos desse movimento, incluindo Immanuel Kant, Johann Gottlieb Fichte, Friedrich Wilhelm Joseph Schelling e Georg Wilhelm Friedrich Hegel, propuseram abordagens únicas para a filosofia, mas todos eles compartilhavam a ideia de que a realidade é construída pela mente humana.

Related video of o que foi o idealismo alemão

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait