O Empirismo Corrente Filosófica Da Qual Locke Fazia Parte

Reza May 28, 2022
Resumen del empirismo inglés

O empirismo é uma corrente filosófica que surgiu na Inglaterra no século XVII e que teve John Locke como um dos seus principais representantes. Essa corrente se caracteriza por valorizar a experiência como fonte de conhecimento, em contraposição à razão e à intuição. O empirismo defende que todo conhecimento humano é adquirido a partir da experiência sensorial, ou seja, a partir do contato com o mundo exterior.

As principais ideias do empirismo

Para os empiristas, a mente humana nasce como uma “tábula rasa”, ou seja, sem nenhum conhecimento prévio. A partir do contato com o mundo exterior, a mente começa a adquirir conhecimento e a formar ideias. As principais ideias do empirismo são:

  • Todo conhecimento humano é adquirido a partir da experiência sensorial;
  • A mente humana nasce como uma “tábula rasa”;
  • Não existem ideias inatas na mente humana;
  • Todo conhecimento humano é relativo e limitado;
  • O conhecimento é sempre provisório e sujeito a revisão;
  • A ciência deve se basear na observação e na experimentação.

John Locke e o empirismo

John Locke foi um filósofo inglês do século XVII que se destacou como um dos principais representantes do empirismo. Ele é conhecido por ter escrito a obra “Ensaio sobre o Entendimento Humano”, em que desenvolve suas ideias sobre o conhecimento humano e a natureza da mente.

Para Locke, a mente humana é como uma “tábula rasa” que começa a ser preenchida com as impressões sensoriais do mundo exterior. Ele defende que não existem ideias inatas na mente humana e que todo conhecimento é adquirido a partir da experiência. Locke também enfatiza a importância da linguagem na formação do conhecimento humano, já que é por meio da linguagem que as ideias são comunicadas e compartilhadas.

Além disso, Locke defende que o conhecimento humano é limitado e relativo, já que é baseado na experiência individual de cada pessoa. Ele também enfatiza a importância da observação e da experimentação na formação do conhecimento científico.

Críticas ao empirismo

O empirismo foi alvo de diversas críticas ao longo da história da filosofia. Algumas das principais críticas são:

For more information, please click the button below.
  • O empirismo não é capaz de explicar a existência de ideias universais e necessárias, como as leis da lógica e da matemática;
  • O empirismo não é capaz de explicar a existência de conhecimentos que não são baseados na experiência sensorial, como os conhecimentos morais e religiosos;
  • O empirismo não é capaz de explicar como a mente humana é capaz de organizar e interpretar as informações sensoriais;
  • O empirismo não é capaz de explicar a criatividade humana, já que ela não pode ser reduzida à simples combinação de impressões sensoriais.

Conclusão

O empirismo é uma corrente filosófica que valoriza a experiência como fonte de conhecimento e que teve John Locke como um dos seus principais representantes. Embora tenha sido alvo de críticas ao longo da história da filosofia, o empirismo teve influência significativa no desenvolvimento da ciência moderna e na forma como entendemos o conhecimento humano.

FAQs

1. Quais são as principais ideias do empirismo?

As principais ideias do empirismo são: todo conhecimento humano é adquirido a partir da experiência sensorial; a mente humana nasce como uma “tábula rasa”; não existem ideias inatas na mente humana; todo conhecimento humano é relativo e limitado; o conhecimento é sempre provisório e sujeito a revisão; a ciência deve se basear na observação e na experimentação.

2. Qual foi a contribuição de John Locke para o empirismo?

John Locke foi um dos principais representantes do empirismo e é conhecido por ter escrito a obra “Ensaio sobre o Entendimento Humano”, em que desenvolve suas ideias sobre o conhecimento humano e a natureza da mente. Ele enfatizou a importância da experiência sensorial na formação do conhecimento humano e defendeu que não existem ideias inatas na mente humana.

3. Quais são as principais críticas ao empirismo?

Algumas das principais críticas ao empirismo são: não é capaz de explicar a existência de ideias universais e necessárias; não é capaz de explicar a existência de conhecimentos que não são baseados na experiência sensorial; não é capaz de explicar como a mente humana é capaz de organizar e interpretar as informações sensoriais; não é capaz de explicar a criatividade humana.

Related video of o empirismo corrente filosófica da qual locke fazia parte

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait