O Caso Dos Exploradores De Caverna Resenha

Reza November 18, 2021
Resenha Crítica Do Livro O Caso Dos Exploradores de Cavernas Juiz

O Caso dos Exploradores de Caverna é um livro escrito por Lon Fuller em 1949 que apresenta um caso fictício que levanta questões sobre ética e direito.

O Caso

O caso fictício apresentado no livro é sobre quatro exploradores de caverna que ficam presos em uma caverna após um deslizamento de terra. Eles conseguem sobreviver por semanas graças a uma pequena quantidade de alimentos e água, mas depois de várias tentativas falhas de resgate, eles começam a ficar sem esperança.

Depois de muitas discussões, eles decidem que a única maneira de sobreviver é sacrificar um dos membros do grupo e usar sua carne como alimento. Depois de sortearem e escolherem quem será sacrificado, os outros três membros do grupo são resgatados pela equipe de resgate.

Os quatro exploradores são presos e acusados de assassinato. Durante o julgamento, cada um deles apresenta sua versão dos fatos e argumenta que agiram em legítima defesa própria e dos outros membros do grupo.

Análise

O livro apresenta diversas teorias éticas e jurídicas que são aplicáveis ao caso dos exploradores de caverna. Algumas das teorias apresentadas são:

Teoria do positivismo jurídico

De acordo com essa teoria, a lei é a lei e deve ser aplicada independentemente da moralidade ou justiça da situação. Portanto, os exploradores deveriam ser condenados à morte pelo assassinato do membro do grupo, já que a lei proíbe o assassinato.

For more information, please click the button below.

Teoria do direito natural

De acordo com essa teoria, existem leis universais e imutáveis que são superiores às leis criadas pelos homens. Nesse caso, os exploradores teriam agido corretamente ao sacrificar um membro do grupo para salvar as vidas dos outros, já que a lei natural da sobrevivência é superior às leis dos homens.

Teoria do utilitarismo

De acordo com essa teoria, a ação correta é aquela que resulta no maior bem para o maior número de pessoas. Nesse caso, os exploradores teriam agido corretamente ao sacrificar um membro do grupo para salvar as vidas dos outros, já que isso resultou no maior bem para o maior número de pessoas.

Teoria da ética das virtudes

De acordo com essa teoria, a ação correta é aquela que é consistente com as virtudes morais. Nesse caso, os exploradores teriam agido incorretamente ao sacrificar um membro do grupo, já que a virtude da justiça exige que todos os membros do grupo sejam tratados igualmente.

Além disso, o livro também discute questões como:

  • Qual é o papel do direito em situações extremas como essa?
  • Quais são os limites da liberdade individual em relação ao bem-estar coletivo?
  • Como a moralidade e a ética devem ser aplicadas em situações extremas?

Conclusão

O Caso dos Exploradores de Caverna é um livro fascinante que levanta questões éticas e jurídicas complexas. Embora o caso seja fictício, ele apresenta situações que podem ocorrer na vida real e nos faz refletir sobre o papel do direito e da moralidade em situações extremas.

FAQs

1. O caso dos exploradores de caverna é baseado em fatos reais?

Não, o caso apresentado no livro é fictício.

2. Qual é a importância do livro?

O livro é importante porque apresenta questões éticas e jurídicas complexas que são aplicáveis em situações extremas.

3. Qual é a teoria ética e jurídica mais adequada para o caso dos exploradores de caverna?

Não há uma resposta única para essa pergunta, já que cada teoria apresenta argumentos válidos. No entanto, é importante lembrar que as teorias devem ser aplicadas em conjunto com o bom senso e a razão.

Related video of o caso dos exploradores de caverna resenha

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait