Em Uma Pilha Eletroquímica Sempre Ocorre:

Reza January 30, 2023
Pilhas Na Eletroquímica Como Funcionam Elementos E Exercício Mobile

Introdução

As pilhas eletroquímicas são dispositivos que convertem energia química em energia elétrica. Eles são amplamente utilizados em vários dispositivos, como lanternas, relógios, telefones celulares, computadores e muitos outros. Uma pilha eletroquímica é composta por dois eletrodos, um ânodo e um cátodo, que são imersos em uma solução eletrolítica. Quando a solução é conectada aos eletrodos, os elétrons fluem do ânodo para o cátodo, gerando uma corrente elétrica.

O que ocorre em uma pilha eletroquímica?

Em uma pilha eletroquímica, sempre ocorre uma reação de oxidação-redução. Essa reação é também conhecida como uma reação redox. Em uma reação redox, um átomo ou íon perde elétrons (oxidação) enquanto outro átomo ou íon ganha elétrons (redução). No ânodo da pilha, ocorre a oxidação, onde o metal do eletrodo perde elétrons e se converte em um íon positivo. Os elétrons liberados durante a oxidação fluem pelo circuito externo para o cátodo, onde ocorre a redução. No cátodo, o íon positivo é reduzido, ganhando elétrons e se convertendo em um metal. A reação global da pilha é a soma das reações de oxidação e redução que ocorrem em cada um dos eletrodos.

Exemplo:

Considere uma pilha de zinco-cobre, onde o ânodo é de zinco e o cátodo é de cobre. A reação de oxidação no ânodo é: Zn(s) → Zn2+(aq) + 2e- A reação de redução no cátodo é: Cu2+(aq) + 2e- → Cu(s) A reação global da pilha é a soma dessas duas reações: Zn(s) + Cu2+(aq) → Zn2+(aq) + Cu(s)

Como a energia é gerada em uma pilha eletroquímica?

A energia é gerada em uma pilha eletroquímica através do fluxo de elétrons do ânodo para o cátodo. À medida que os elétrons fluem pelo circuito externo, eles realizam trabalho elétrico, como acender uma lâmpada ou alimentar um motor. A energia liberada na pilha é diretamente proporcional à diferença de potencial entre os dois eletrodos. Essa diferença de potencial é medida em volts (V) e é conhecida como força eletromotriz (f.e.m.) da pilha. A f.e.m. é uma medida da capacidade da pilha de fornecer energia elétrica.

Conclusão

Em resumo, em uma pilha eletroquímica sempre ocorre uma reação de oxidação-redução, onde um átomo ou íon perde elétrons (oxidação) enquanto outro átomo ou íon ganha elétrons (redução). A energia é gerada através do fluxo de elétrons do ânodo para o cátodo, e a força eletromotriz da pilha é uma medida da capacidade da pilha de fornecer energia elétrica.

FAQs

1. Qual é a diferença entre uma bateria e uma pilha eletroquímica?

Uma pilha eletroquímica é um dispositivo que converte energia química em energia elétrica, enquanto uma bateria é um conjunto de pilhas eletroquímicas conectadas em série ou paralelo para fornecer uma tensão maior. Ou seja, uma bateria é um conjunto de pilhas.

For more information, please click the button below.

2. Como as pilhas eletroquímicas são recarregadas?

As pilhas eletroquímicas podem ser recarregadas por meio de um processo chamado de eletrólise. Durante a eletrólise, uma corrente elétrica é aplicada à pilha no sentido oposto ao da corrente que a descarregou. Isso faz com que a reação redox ocorra na direção oposta, regenerando os reagentes originais.

3. As pilhas eletroquímicas são perigosas?

As pilhas eletroquímicas podem ser perigosas se não forem manuseadas corretamente. Pilhas alcalinas, por exemplo, contêm produtos químicos tóxicos que podem vazar se a pilha estiver danificada ou exposta ao calor excessivo. Além disso, as pilhas eletroquímicas também podem gerar curtos-circuitos se forem descartadas incorretamente, o que pode levar a incêndios. Portanto, é importante descartar as pilhas eletroquímicas adequadamente e tomar cuidado ao manuseá-las.

Related video of numa pilha eletroquimica sempre ocorre

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait