Músicas Com Erro De Concordância Verbal

Reza January 24, 2023
Compositores assassinam o português! Veja os erros mais graves nas

A língua portuguesa é bastante complexa e apresenta diversas regras gramaticais que precisam ser seguidas para que a comunicação seja clara e objetiva. Uma das regras mais importantes é a concordância verbal, que consiste na harmonia entre o sujeito e o verbo. Infelizmente, muitas músicas populares acabam cometendo erros de concordância verbal, o que pode gerar confusão e até mesmo prejudicar o entendimento da mensagem que a letra deseja transmitir.

O que é concordância verbal?

Antes de falarmos sobre os erros de concordância verbal em músicas, é importante entendermos o que é essa regra gramatical. A concordância verbal é a harmonia entre o sujeito e o verbo, ou seja, é a adequação do verbo à pessoa e ao número do sujeito que está praticando a ação verbal.

Por exemplo, na frase “Eu gostei da festa”, o verbo gostei está concordando com o sujeito eu, que está na primeira pessoa do singular. Já na frase “Nós gostou da festa”, há um erro de concordância verbal, pois o verbo gostou está no singular, enquanto o sujeito nós está no plural.

Erros de concordância verbal em músicas

Infelizmente, muitas músicas populares acabam cometendo erros de concordância verbal, o que pode prejudicar o entendimento da mensagem que a letra deseja transmitir. Alguns exemplos de erros comuns são:

  • Verbo no singular quando o sujeito está no plural, como em “Nós fomos um para o outro como a água pro mar” (Música: Admirável Chip Novo – Pitty)
  • Verbo no plural quando o sujeito está no singular, como em “Eu só quero é ser feliz, andar tranquilamente na favela onde eu nasci” (Música: Rap da Felicidade – Cidinho e Doca)
  • Uso de “meio que” seguido de verbo no plural, como em “Meio que ele não gostou, meio que ele não ficou” (Música: Meio que tudo é um – Silva)

Por que as músicas cometem erros de concordância verbal?

Existem diversas razões pelas quais as músicas acabam cometendo erros de concordância verbal. Algumas delas são:

  • Uso da licença poética: a licença poética é uma liberdade que os poetas e compositores têm de alterar a gramática e a sintaxe da língua para fins estéticos. Muitas vezes, os erros de concordância verbal em músicas são justificados como uma forma de criar uma sonoridade ou um efeito poético específico.
  • Falta de atenção dos compositores: em alguns casos, os erros de concordância verbal em músicas podem ser simplesmente fruto de descuido ou falta de atenção dos compositores. É importante lembrar que muitos artistas são mais focados na melodia e no ritmo do que nas letras, o que pode levar a erros gramaticais.
  • Influência da fala coloquial: muitas vezes, os erros de concordância verbal em músicas refletem a forma como as pessoas falam no dia a dia. Como a língua falada é mais flexível e permite mais variações que a língua escrita, é comum que os compositores reproduzam essas variações em suas letras.

Como evitar erros de concordância verbal em músicas?

Embora os erros de concordância verbal em músicas possam ser justificados como uma forma de licença poética, é importante lembrar que a língua é um instrumento de comunicação e os erros gramaticais podem prejudicar o entendimento da mensagem que a letra deseja transmitir. Algumas dicas para evitar erros de concordância verbal em músicas são:

For more information, please click the button below.
  • Revisar a letra com atenção: antes de gravar uma música, é importante revisar a letra com atenção para identificar possíveis erros de concordância verbal e corrigi-los.
  • Pedir ajuda a um revisor: se o compositor não tiver segurança em relação à sua gramática, é indicado pedir ajuda a um revisor profissional para avaliar a letra e corrigir possíveis erros.
  • Estudar a língua portuguesa: por fim, é sempre recomendado que os compositores estudem a língua portuguesa e estejam familiarizados com as regras gramaticais para evitar erros de concordância verbal em suas músicas.

Exemplos de músicas com erro de concordância verbal

  • “Nós fomos um para o outro como a água pro mar” (Música: Admirável Chip Novo – Pitty)
  • “Eu só quero é ser feliz, andar tranquilamente na favela onde eu nasci” (Música: Rap da Felicidade – Cidinho e Doca)
  • “Meio que ele não gostou, meio que ele não ficou” (Música: Meio que tudo é um – Silva)
  • “Eu e ele, a gente e eles, eu e elas, nós e vocês” (Música: Eu e Ele – Sandy e Júnior)
  • “Agora é tarde demais, eu quis dizer mas deixei em paz” (Música: Agora é tarde – Raça Negra)

Conclusão

Os erros de concordância verbal em músicas podem gerar confusão e prejudicar o entendimento da mensagem que a letra deseja transmitir. Embora a licença poética permita certa liberdade na construção das frases, é importante lembrar que a língua é um instrumento de comunicação e os erros gramaticais podem prejudicar a compreensão da mensagem.

FAQs

1. Todos os erros de concordância verbal em músicas são justificados como licença poética?

Não necessariamente. Embora a licença poética permita certa liberdade na construção das frases, muitas vezes os erros de concordância verbal em músicas são fruto de falta de atenção ou desconhecimento das regras gramaticais por parte dos compositores.

2. Os erros de concordância verbal em músicas são mais comuns em determinados gêneros musicais?

Não há uma relação direta entre os erros de concordância verbal e os gêneros musicais. É possível encontrar erros de concordância verbal em músicas de todos os estilos e artistas.

3. Os erros de concordância verbal em músicas podem prejudicar a interpretação da mensagem?

Sim. Os erros de concordância verbal podem gerar confusão e prejudicar o entendimento da mensagem que a letra deseja transmitir. É importante que os compositores estejam atentos às regras gramaticais para evitar erros que possam prejudicar a compreensão da música.

Related video of musicas com erro de concordancia verbal

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait