Mapa Mental De Oração Subordinada Adverbial

Reza September 20, 2021
Mapa mental Oração Subordinada Adverbial Estudo Português lettering

O mapa mental é uma técnica que ajuda a organizar as ideias de forma visual. Ele consiste em um diagrama que pode ser elaborado com desenhos, palavras-chave, cores e setas que indicam a relação entre as informações. Na língua portuguesa, um dos temas que pode ser abordado por meio de um mapa mental é a oração subordinada adverbial.

Oração Subordinada Adverbial

Antes de explicar o que é uma oração subordinada adverbial, é preciso entender o que é uma oração subordinada. Na gramática, uma oração é um conjunto de palavras que tem sentido completo e que contém um verbo. A oração subordinada é aquela que depende de outra oração para ter sentido completo.

Uma oração subordinada adverbial é aquela que exerce a função de advérbio na oração principal. Em outras palavras, ela indica uma circunstância (tempo, lugar, modo, causa, finalidade, etc.) em que a ação expressa pelo verbo da oração principal ocorre.

Exemplo de Oração Subordinada Adverbial

Para ilustrar melhor o conceito de oração subordinada adverbial, vamos ver um exemplo:

João saiu de casa depois que a chuva parou.

Nessa frase, temos duas orações: a oração principal é “João saiu de casa” e a oração subordinada adverbial é “depois que a chuva parou”. Essa oração indica a circunstância de tempo em que a ação de “sair de casa” ocorreu.

For more information, please click the button below.

Tipos de Oração Subordinada Adverbial

As orações subordinadas adverbiais podem ser classificadas de acordo com a circunstância que expressam. Vejamos alguns exemplos:

Oração Subordinada Adverbial de Tempo

Indica o tempo em que ocorre a ação da oração principal. Exemplos:

  • Quando eu cheguei, você já tinha ido embora.
  • Assim que ela saiu, começou a chover.
  • Depois que ele estudou, foi dormir.

Oração Subordinada Adverbial de Lugar

Indica o lugar onde ocorre a ação da oração principal. Exemplos:

  • Onde você mora, há muitos pássaros.
  • Por onde você passou, não há nada interessante.
  • De onde você tirou essa ideia?

Oração Subordinada Adverbial de Modo

Indica o modo como ocorre a ação da oração principal. Exemplos:

  • Ele falava tão rápido que eu não entendia nada.
  • Ela trabalha como se não houvesse amanhã.
  • Agimos conforme as circunstâncias exigiam.

Oração Subordinada Adverbial de Causa

Indica a causa da ação da oração principal. Exemplos:

  • Como estava chovendo, não fomos à praia.
  • Como não tinha dinheiro, não pude comprar o livro.
  • Já que você não quer, não vou insistir.

Oração Subordinada Adverbial de Condição

Indica uma condição para que ocorra a ação da oração principal. Exemplos:

  • Se você estudar, vai passar no exame.
  • Desde que não haja problemas, a reunião será realizada amanhã.
  • Caso precise de ajuda, é só me ligar.

Oração Subordinada Adverbial de Concessão

Indica uma circunstância adversa à ação da oração principal, mas que não a impede de ocorrer. Exemplos:

  • Mesmo que chova, vamos ao cinema.
  • Embora esteja cansado, vou continuar trabalhando.
  • Por mais que tente, não consigo entender.

Mapa Mental de Oração Subordinada Adverbial

Para elaborar um mapa mental de oração subordinada adverbial, é preciso seguir os seguintes passos:

  1. Escreva no centro da folha o verbo da oração principal.
  2. Trace setas que apontem para fora do verbo e que indiquem as circunstâncias que ele pode expressar.
  3. Escreva no final de cada seta uma conjunção subordinativa correspondente à circunstância indicada.
  4. Trace novas setas a partir de cada conjunção subordinativa e escreva as orações subordinadas adverbiais correspondentes.
  5. Use cores e desenhos para tornar o mapa mental mais atraente e fácil de compreender.

Vejamos um exemplo de mapa mental de oração subordinada adverbial:

Mapa mental de oração subordinada adverbial

Nesse mapa mental, o verbo da oração principal é “chegaram”. As setas que saem dele indicam as possíveis circunstâncias de tempo, lugar e modo. As conjunções subordinativas correspondentes são “quando”, “onde” e “como”, respectivamente. A partir de cada conjunção, foram escritas as orações subordinadas adverbiais correspondentes.

Conclusão

O mapa mental de oração subordinada adverbial é uma ferramenta útil para quem precisa estudar a gramática da língua portuguesa de forma organizada e visual. Ele permite identificar as diferentes circunstâncias que podem ser expressas por meio de orações subordinadas adverbiais e facilita a compreensão das relações entre essas orações e a oração principal. Com um pouco de prática, é possível desenvolver mapas mentais cada vez mais complexos e completos.

FAQs

1. O que é uma oração subordinada?

Uma oração subordinada é aquela que depende de outra oração para ter sentido completo. Em outras palavras, ela é um complemento da oração principal.

2. Como identificar uma oração subordinada adverbial?

Uma oração subordinada adverbial é aquela que exerce a função de advérbio na oração principal. Ela indica uma circunstância (tempo, lugar, modo, causa, finalidade, etc.) em que a ação expressa pelo verbo da oração principal ocorre. Geralmente, ela é introduzida por conjunções subordinativas.

3. Para que serve o mapa mental de oração subordinada adverbial?

O mapa mental de oração subordinada adverbial serve para organizar as ideias de forma visual e facilitar a compreensão das relações entre as diferentes orações que compõem uma frase. Ele ajuda a identificar as circunstâncias expressas pelas orações subordinadas adverbiais e a compreender como elas se relacionam com a oração principal.

Related video of mapa mental oração subordinada adverbial

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait