Letra De Zé Ramalho Cidadão

Reza June 19, 2021
Atividade Com A Música Cidadão De Zé Ramalho Discover Your Ideas 3511

A música “Cidadão” é uma das canções mais famosas do cantor e compositor Zé Ramalho. A letra da música é uma crítica social, que aborda a desigualdade e a exclusão social no Brasil. A canção foi lançada em 1979, no álbum “Zé Ramalho 2”. A seguir, vamos analisar a letra de “Cidadão” em detalhes.

Primeira estrofe

A primeira estrofe da música já começa com uma crítica contundente:

Disparo contra o sol
Sou forte, sou por acaso
Minha metralhadora cheia de mágoas
Eu sou um cara
Cansado de correr
Na direção contrária

Zé Ramalho começa a música dizendo que está “disparando contra o sol”, ou seja, lutando contra uma força muito maior do que ele. Ele se apresenta como um homem forte, mas que essa força é apenas uma questão de acaso. Sua “metralhadora cheia de mágoas” é uma metáfora para a sua tristeza e desespero diante da realidade que o cerca.

A última frase da estrofe é muito significativa: “cansado de correr na direção contrária”. Isso significa que ele está lutando contra algo que é maior do que ele, algo que não pode ser mudado apenas com a sua força de vontade. Ele está cansado de lutar sozinho e sabe que precisa de outras pessoas para mudar a realidade em que vive.

Segunda estrofe

A segunda estrofe é um retrato da realidade social do Brasil:

Porque vocês são os amores
Que eu tive na minha vida
E os bichos que eu criei
Na minha limitação
Vocês são o Brasil
Que eu deixei pra trás
Não adiantou tanta ferida
Não, não, não adiantou…

Zé Ramalho começa a estrofe dizendo que as pessoas são os amores que ele teve na vida e os bichos que ele criou. Isso pode ser interpretado como uma metáfora para a sua relação com o povo brasileiro, que ele ama e defende, mas que também o decepciona e o machuca.

For more information, please click the button below.

Ele diz que deixou o Brasil para trás, o que significa que ele não se identifica com o país em que vive. Ele se sente excluído e marginalizado, e sabe que muitas outras pessoas se sentem da mesma forma.

A última frase da estrofe é muito forte: “não adiantou tanta ferida”. Isso significa que as pessoas lutaram muito para mudar a realidade social do Brasil, mas não conseguiram. A desigualdade e a exclusão social continuam sendo uma realidade para muitas pessoas no país.

Terceira estrofe

A terceira estrofe é uma crítica às elites brasileiras:

Eu vou voltar pra São Paulo
Muito embora o meu destino
Seja o rosto da miséria
Ou um filho da put…

Zé Ramalho diz que vai voltar para São Paulo, mesmo sabendo que o seu destino é incerto. Ele pode acabar sendo um rosto da miséria, ou seja, uma pessoa que vive na pobreza e na exclusão social, ou um filho da puta, que é uma expressão usada para se referir a pessoas que se aproveitam dos outros.

Essa estrofe é uma crítica às elites brasileiras, que são vistas como responsáveis pela desigualdade e pela exclusão social no país. Zé Ramalho sabe que essas elites não se importam com as pessoas que vivem na pobreza e que só se preocupam em manter o seu poder e privilégios.

Quarta estrofe

A quarta estrofe é um convite à luta:

Eu sou apenas um rapaz latino-americano
Sem dinheiro no banco
Sem parentes importantes
E vindo do interior
Mas eu chego lá
Porque vocês vão ver
O meu país querido
E porque vocês precisam
Ser um cidadão

Zé Ramalho se apresenta como um rapaz latino-americano, sem dinheiro no banco e sem parentes importantes. Ele é um representante das pessoas que vivem na pobreza e na exclusão social no Brasil.

Mas ele diz que “chega lá”, ou seja, que pode mudar a sua realidade e a realidade das pessoas que vivem como ele. Ele acredita no Brasil e sabe que o país pode se tornar um lugar melhor para se viver.

Por fim, ele faz um convite à luta: “porque vocês precisam ser um cidadão”. Isso significa que todos os brasileiros precisam se unir e lutar por um país mais justo e igualitário. Zé Ramalho sabe que essa luta não é fácil, mas que é necessária para mudar a realidade em que vivemos.

A letra de “Cidadão” é uma crítica social muito forte e atual. Ela aborda questões como a desigualdade social, a exclusão e a luta por um país mais justo e igualitário. Zé Ramalho se apresenta como um representante das pessoas que vivem na pobreza e na exclusão social no Brasil, e faz um convite à luta por um país melhor.

1. Qual é o significado da expressão “filho da puta” na música?

A expressão “filho da puta” é usada na música como uma crítica às elites brasileiras, que são vistas como responsáveis pela desigualdade e pela exclusão social no país. Zé Ramalho sabe que essas elites não se importam com as pessoas que vivem na pobreza e que só se preocupam em manter o seu poder e privilégios.

2. Por que a música é considerada uma crítica social?

A música é considerada uma crítica social porque aborda questões como a desigualdade social, a exclusão e a luta por um país mais justo e igualitário. Zé Ramalho se apresenta como um representante das pessoas que vivem na pobreza e na exclusão social no Brasil, e faz um convite à luta por um país melhor.

3. Qual é a mensagem principal da música?

A mensagem principal da música é que todos os brasileiros precisam se unir e lutar por um país mais justo e igualitário. Zé Ramalho sabe que essa luta não é fácil, mas que é necessária para mudar a realidade em que vivemos. Ele se apresenta como um representante das pessoas que vivem na pobreza e na exclusão social no Brasil, e faz um convite à luta por um país melhor.

Related video of letra de zé ramalho cidadão

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait