Interpretação Do Poema "A Primavera Endoideceu" Com Gabarito

Reza October 25, 2022
ABCD Estudar e Aprender Primavera 1

Introdução

O poema “A Primavera Endoideceu” é uma obra literária escrita pelo poeta brasileiro Mario Quintana. Publicado em 1948, o poema retrata a visão do autor sobre a chegada da primavera, que traz consigo um clima de loucura e desordem. Neste artigo, faremos uma análise detalhada do poema, apresentando uma interpretação completa e um gabarito para auxiliar na compreensão da obra.

Interpretação do Poema

O poema “A Primavera Endoideceu” é composto por três estrofes e apresenta uma visão bastante peculiar sobre a chegada da primavera. O autor afirma que a estação não traz apenas flores e cores, mas também uma espécie de loucura coletiva que afeta as pessoas. A seguir, apresentamos uma interpretação detalhada do poema.

Primeira Estrofe

A primeira estrofe do poema apresenta a chegada da primavera como um processo de transformação. As flores começam a desabrochar e as árvores ganham novas folhas. O autor afirma que este processo é tão intenso que “o próprio ar se transfigura”. Neste ponto, é importante notar que a primavera é vista como uma força da natureza capaz de causar mudanças profundas no ambiente. No entanto, o autor também afirma que esta transformação não é apenas visual. Ele fala sobre a “loucura verde” que toma conta das pessoas, indicando que esta mudança também afeta o comportamento humano. A expressão “loucura verde” é uma referência à cor das folhas e à ideia de que as pessoas ficam enlouquecidas durante a primavera.

Segunda Estrofe

Na segunda estrofe do poema, o autor afirma que a primavera é tão intensa que “tudo se desorganiza”. Neste ponto, é importante notar que a chegada da estação não é vista como algo positivo. Pelo contrário, ela é associada a um clima de caos e desordem. O autor fala sobre o “barulho das abelhas”, que indica a agitação constante da natureza durante a primavera. Além disso, o autor fala sobre a “loucura das mães”, indicando que até mesmo as pessoas mais responsáveis e sensatas são afetadas pela chegada da estação. Neste ponto, é interessante notar que o autor escolheu falar sobre as mães, que são tradicionalmente vistas como figuras de estabilidade e proteção. Ao associá-las à loucura da primavera, o autor está mostrando que ninguém está imune aos efeitos da estação.

Terceira Estrofe

Na terceira estrofe do poema, o autor afirma que a primavera é capaz de “endoidar até os santos”. Neste ponto, ele está enfatizando a ideia de que a loucura da estação é tão intensa que ninguém está a salvo. O autor também fala sobre a “inquietação das águas”, indicando que até mesmo os elementos da natureza são afetados pela chegada da primavera. No final da estrofe, o autor fala sobre o “cântico dos bêbados”, indicando que até mesmo as pessoas mais descontroladas são afetadas pela primavera. A escolha da palavra “cântico” é interessante, pois indica que este comportamento não é visto como algo negativo. Pelo contrário, o autor está mostrando que a loucura da primavera é vista como uma espécie de celebração da vida.

Gabarito

A seguir, apresentamos um gabarito para auxiliar na compreensão do poema “A Primavera Endoideceu”. 1. Qual é a visão do autor sobre a chegada da primavera? O autor vê a chegada da primavera como um processo de transformação que afeta tanto o ambiente quanto o comportamento humano. No entanto, ele também enfatiza a ideia de que a estação traz consigo um clima de loucura e desordem. 2. Qual é o significado da expressão “loucura verde”? A expressão “loucura verde” é uma referência à cor das folhas e à ideia de que as pessoas ficam enlouquecidas durante a primavera. Ela indica que a chegada da estação afeta não apenas o ambiente, mas também o comportamento humano. 3. O que o autor quer dizer com a expressão “loucura das mães”? Ao falar sobre a “loucura das mães”, o autor está mostrando que até mesmo as pessoas mais responsáveis e sensatas são afetadas pela chegada da primavera. Neste ponto, ele está enfatizando a ideia de que ninguém está imune aos efeitos da estação.

For more information, please click the button below.

Conclusão

Em resumo, o poema “A Primavera Endoideceu” apresenta uma visão bastante peculiar sobre a chegada da estação. O autor enfatiza a ideia de que a primavera não traz apenas flores e cores, mas também uma espécie de loucura coletiva que afeta as pessoas. O poema é uma reflexão sobre a natureza humana e os efeitos que as forças da natureza têm sobre ela.

FAQs

1. Qual é a mensagem do poema “A Primavera Endoideceu”? A mensagem do poema é que a chegada da primavera afeta tanto o ambiente quanto o comportamento humano. O autor enfatiza a ideia de que a estação traz consigo um clima de loucura e desordem, mostrando que ninguém está imune aos seus efeitos. 2. Por que o autor escolheu falar sobre as mães? O autor escolheu falar sobre as mães porque elas são tradicionalmente vistas como figuras de estabilidade e proteção. Ao associá-las à loucura da primavera, o autor está mostrando que ninguém está imune aos efeitos da estação. 3. Qual é o papel da natureza no poema? A natureza é vista como uma força da natureza capaz de causar mudanças profundas no ambiente e no comportamento humano. O autor enfatiza a ideia de que a chegada da primavera afeta não apenas as flores e as árvores, mas também as pessoas e os elementos da natureza.

Related video of interpretação do poema a primavera endoideceu com gabarito

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait