Instrumentos De Tortura Da Inquisição

Reza September 29, 2022
Instrumentos De Tortura Medievais Da Inquisição Na Espanha Imagem de

A Inquisição foi uma instituição criada pela Igreja Católica no século XIII com o objetivo de combater a heresia, ou seja, a disseminação de doutrinas contrárias aos dogmas da Igreja. A partir do século XV, a Inquisição ganhou mais força e se tornou uma ferramenta de controle social, com a utilização de métodos violentos de interrogatório e punição. Entre esses métodos, destacam-se os instrumentos de tortura, que eram utilizados para obter confissões e delações dos acusados.

Tipos de instrumentos de tortura

Os instrumentos de tortura utilizados pela Inquisição eram variados e se diferenciavam conforme a região e a época em que eram utilizados. Alguns dos mais conhecidos são:

O potro

O potro era um instrumento utilizado para esticar o corpo do acusado. Consistia em uma estrutura de madeira com cordas que amarravam as mãos e os pés do acusado, que era esticado gradualmente. Esse método causava dor intensa nas articulações, podendo levar à deslocação dos membros.

A roda

A roda era um instrumento que consistia em uma estrutura de madeira com raios e um eixo, no qual o acusado era amarrado. O torturador utilizava um martelo para quebrar os ossos dos membros do acusado, que era deixado exposto ao sol e aos animais para morrer lentamente.

O espeto

O espeto era um instrumento em que o acusado era amarrado a uma estaca de madeira e levado ao fogo. O objetivo era fazer com que o acusado fosse assado lentamente, causando dor e sofrimento intenso.

O berço de Judas

O berço de Judas era um instrumento em que o acusado era suspenso por cordas e colocado sobre uma ponta cônica. O peso do corpo fazia com que a ponta penetrasse lentamente no ânus ou na vagina do acusado, causando dor e mutilação.

For more information, please click the button below.

A eficácia dos instrumentos de tortura

Apesar de serem utilizados para obter confissões e delações, os instrumentos de tortura não eram eficazes na obtenção da verdade. Os acusados acabavam confessando crimes que não haviam cometido apenas para acabar com o sofrimento. Além disso, muitos acusados morriam durante a tortura, o que fazia com que a Inquisição perdesse um possível confessor ou delator.

Outro problema é que a tortura era vista como um método eficaz de obtenção de evidências na época, o que fazia com que muitos inocentes fossem acusados e torturados. A Inquisição utilizava o princípio da presunção de culpa, ou seja, o acusado era considerado culpado até que provasse o contrário. Dessa forma, a tortura era vista como uma forma de provar a culpa do acusado.

A abolição da tortura pela Igreja Católica

A tortura foi abolida pela Igreja Católica em 1816, após a queda de Napoleão Bonaparte e a ascensão do movimento iluminista. A partir desse momento, a Igreja passou a condenar a tortura e a considerá-la uma prática contrária aos ensinamentos de Jesus Cristo.

Apesar disso, a tortura continuou sendo utilizada em diversos países, inclusive em regimes totalitários do século XX, como a Alemanha nazista e a União Soviética.

Conclusão

Os instrumentos de tortura da Inquisição são uma triste lembrança de um período da história em que a violência e a intolerância eram comuns. A utilização desses instrumentos, além de não ser eficaz na obtenção da verdade, causava sofrimento e morte de inocentes. A abolição da tortura pela Igreja Católica foi um importante passo para a consolidação dos direitos humanos e para a construção de uma sociedade mais justa e tolerante.

FAQs

1. A Inquisição utilizava apenas a tortura como forma de punição?

Não, a Inquisição utilizava diversos métodos de punição além da tortura, como o confisco de bens, o exílio e a prisão perpétua.

2. A tortura é utilizada em países atualmente?

Infelizmente, ainda existem países que utilizam a tortura como forma de obtenção de informações ou como forma de punição. A tortura é considerada uma violação dos direitos humanos e é condenada pela comunidade internacional.

3. Qual a relação entre a Inquisição e a intolerância religiosa?

A Inquisição foi criada para combater a heresia, ou seja, a disseminação de doutrinas contrárias aos dogmas da Igreja Católica. Dessa forma, a Inquisição utilizava métodos violentos para punir aqueles que professavam crenças diferentes daquelas estabelecidas pela Igreja. Isso demonstra a intolerância religiosa que existia na época.

Related video of instrumentos de tortura da inquisição

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait