Fiz De Mim O Que Não Soube

Reza May 25, 2021
Fiz de Mim o Que Não Soube / O Que Há Em Mim É Sobretudo Cansaço / O

A frase “fiz de mim o que não soube” é uma citação do poema “Tabacaria” de Fernando Pessoa, um dos mais importantes poetas portugueses do século XX. A frase é um verso que reflete a ideia da dificuldade de se conhecer a si mesmo e fazer escolhas coerentes com a própria identidade.

Interpretação da frase

A frase “fiz de mim o que não soube” é uma reflexão sobre a incapacidade de se conhecer plenamente e de fazer escolhas coerentes com a própria identidade. Ela expressa a ideia de que muitas vezes agimos de forma incoerente com nossas próprias convicções e valores, por não termos um conhecimento profundo de nós mesmos.

Essa reflexão pode ser vista como uma crítica à sociedade moderna, que muitas vezes nos impõe padrões e expectativas que não correspondem à nossa verdadeira essência. Nesse sentido, a frase de Pessoa sugere que é preciso buscar uma maior autoconsciência e autonomia para poder fazer escolhas que estejam em harmonia com a nossa identidade.

Contexto histórico e literário

Fernando Pessoa é um dos mais importantes poetas portugueses do século XX. Ele nasceu em Lisboa em 1888 e viveu até 1935. Pessoa é conhecido por ter criado diversas personalidades literárias, cada uma com uma voz e um estilo próprios. Essas personalidades são conhecidas como “heterônimos” e incluem nomes como Alberto Caeiro, Ricardo Reis e Álvaro de Campos.

O poema “Tabacaria” faz parte do livro “Mensagem”, publicado em 1934, que é considerado uma obra-prima de Pessoa. O livro é composto por 44 poemas que abordam temas como a história e a mitologia de Portugal, a identidade nacional e a busca pelo sentido da existência.

Análise do poema “Tabacaria”

O poema “Tabacaria” é um dos mais conhecidos de Fernando Pessoa. Ele é composto por 35 estrofes de três versos cada, e apresenta uma reflexão sobre a vida e a existência humana. O poema é narrado por um eu-lírico que se encontra numa tabacaria, observando a vida ao seu redor e refletindo sobre as coisas que lhe vêm à mente.

For more information, please click the button below.

Apesar de não haver uma narrativa clara no poema, é possível identificar algumas ideias principais que se destacam. Uma delas é a ideia da monotonia e da banalidade da vida cotidiana, que é expressa por meio da repetição da frase “nada acontece, nada”.

Outra ideia presente no poema é a da busca pelo sentido da existência, que é expressa pela pergunta “para que é que eu quero saber quem sou?”. Essa pergunta sugere a dificuldade de se conhecer a si mesmo e de encontrar um propósito para a própria vida.

Por fim, a frase “fiz de mim o que não soube” aparece no final do poema como uma reflexão sobre a dificuldade de se conhecer a si mesmo e de fazer escolhas coerentes com a própria identidade. Ela sugere que muitas vezes agimos de forma incoerente com nossas próprias convicções e valores, por não termos um conhecimento profundo de nós mesmos.

Conclusão

A frase “fiz de mim o que não soube” é uma reflexão sobre a dificuldade de se conhecer a si mesmo e de fazer escolhas coerentes com a própria identidade. Ela expressa a ideia de que muitas vezes agimos de forma incoerente com nossas próprias convicções e valores, por não termos um conhecimento profundo de nós mesmos.

Essa reflexão é especialmente relevante na sociedade contemporânea, que muitas vezes nos impõe padrões e expectativas que não correspondem à nossa verdadeira essência. Nesse sentido, a frase de Pessoa sugere que é preciso buscar uma maior autoconsciência e autonomia para poder fazer escolhas que estejam em harmonia com a nossa identidade.

FAQs

1. Quem foi Fernando Pessoa?

Fernando Pessoa foi um dos mais importantes poetas portugueses do século XX. Ele nasceu em Lisboa em 1888 e viveu até 1935. Pessoa é conhecido por ter criado diversas personalidades literárias, cada uma com uma voz e um estilo próprios. Essas personalidades são conhecidas como “heterônimos” e incluem nomes como Alberto Caeiro, Ricardo Reis e Álvaro de Campos.

2. Qual é o livro em que a frase “fiz de mim o que não soube” aparece?

A frase “fiz de mim o que não soube” aparece no poema “Tabacaria”, que faz parte do livro “Mensagem”, publicado em 1934, que é considerado uma obra-prima de Pessoa. O livro é composto por 44 poemas que abordam temas como a história e a mitologia de Portugal, a identidade nacional e a busca pelo sentido da existência.

3. Qual é a ideia principal do poema “Tabacaria”?

O poema “Tabacaria” apresenta uma reflexão sobre a vida e a existência humana. O poema é narrado por um eu-lírico que se encontra numa tabacaria, observando a vida ao seu redor e refletindo sobre as coisas que lhe vêm à mente. Uma das ideias principais do poema é a da monotonia e da banalidade da vida cotidiana, que é expressa por meio da repetição da frase “nada acontece, nada”. Outra ideia presente no poema é a da busca pelo sentido da existência, que é expressa pela pergunta “para que é que eu quero saber quem sou?”.

Related video of fiz de mim o que não soube

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait