Exu Marabô É De Qual Orixá?

Reza July 12, 2022
Oxumare Candomble orixas, Orixá, Exu marabô

Exu Marabô é uma entidade da Umbanda e do Candomblé, que é bastante conhecida e cultuada no Brasil. Ele é associado a diversos orixás, mas não há um consenso sobre qual deles ele pertence de fato.

O que é Exu?

Exu é uma divindade africana que possui diversos nomes e características, dependendo da região e da tradição em que é cultuado. Ele é considerado um intermediário entre os seres humanos e os orixás, e é responsável por abrir os caminhos, proteger as casas e as pessoas e transmitir mensagens entre o mundo material e espiritual.

No Brasil, Exu é muito cultuado na Umbanda e no Candomblé, duas religiões que têm suas raízes nos cultos africanos. Na Umbanda, Exu é considerado o primeiro e o mais importante dos orixás, enquanto no Candomblé ele é visto como um orixá menor, mas ainda assim muito respeitado e temido.

Quem são os orixás?

Os orixás são as divindades da religião africana que deu origem ao Candomblé e à Umbanda. Eles representam forças da natureza, como o ar, a terra, o fogo, a água e o trovão, e também aspectos da vida humana, como o amor, a guerra, a sabedoria, a fertilidade e a morte.

Cada orixá possui uma personalidade e um domínio específico, e é cultuado com rituais, oferendas e danças próprias. Alguns dos orixás mais conhecidos são:

  • Xangô, o orixá do trovão e da justiça;
  • Oxum, a orixá do amor e da beleza;
  • Ogum, o orixá da guerra e da tecnologia;
  • Iemanjá, a orixá do mar e da maternidade;
  • Oxalá, o orixá da criação e da paz.

Exu Marabô é de qual orixá?

A resposta para essa pergunta não é simples, já que Exu Marabô é uma entidade que pode ser associada a diversos orixás, dependendo da tradição e da região em que é cultuado.

For more information, please click the button below.

No Candomblé, Exu Marabô é frequentemente associado a Exu Bará, uma das principais formas de Exu. Segundo a tradição, Exu Bará é o primeiro orixá a ser cultuado em qualquer cerimônia religiosa, já que ele é responsável por abrir os caminhos entre o mundo material e o mundo espiritual. Ele é considerado um orixá jovem, astuto e brincalhão, que adora desafiar as convenções e testar a sabedoria dos seres humanos.

Já na Umbanda, Exu Marabô é associado a diversos orixás, dependendo da corrente religiosa. Algumas das associações mais comuns são:

  • Oxalá: Exu Marabô é visto como um mensageiro de Oxalá, o orixá da criação e da paz. Ele é responsável por levar as orações e as oferendas das pessoas até o trono de Oxalá, e por trazer de volta as bênçãos e as graças que são pedidas.
  • Xangô: Exu Marabô é associado a Xangô, o orixá do trovão e da justiça. Ele é visto como um espírito justiceiro e protetor, que ajuda as pessoas a resolverem seus problemas jurídicos e a se livrarem de acusações injustas.
  • Ogum: Exu Marabô é associado a Ogum, o orixá da guerra e da tecnologia. Ele é visto como um espírito guerreiro e vingativo, que ajuda as pessoas a se defenderem de inimigos e a conquistarem seus objetivos com determinação.

Como cultuar Exu Marabô?

Cada religião e cada corrente religiosa tem suas próprias formas de cultuar Exu Marabô, mas algumas práticas são comuns a todas elas. Algumas dicas para cultuar Exu Marabô são:

  • Respeite e reverencie Exu Marabô como uma entidade divina, mas também como um amigo e um companheiro;
  • Ofereça a Exu Marabô comidas e bebidas que ele aprecia, como cachaça, pimenta, farofa, acaçá e padê;
  • Cante e dance para Exu Marabô, usando as cantigas e as danças que são próprias da sua religião ou corrente religiosa;
  • Mantenha um altar para Exu Marabô em sua casa ou em seu terreiro, com velas, flores, frutas e objetos que ele goste;
  • Preste atenção aos sinais e às mensagens que Exu Marabô pode enviar, como sonhos, pressentimentos e intuições;
  • Nunca desrespeite ou subestime Exu Marabô, pois ele pode se vingar de quem o trata com desdém ou hostilidade.

Conclusão

Exu Marabô é uma entidade muito respeitada e cultuada na Umbanda e no Candomblé, mas não há uma resposta única para a pergunta “Exu Marabô é de qual orixá?”. Isso se deve ao fato de que Exu Marabô pode ser associado a diversos orixás, dependendo da tradição e da corrente religiosa em que é cultuado.

O importante é que as pessoas que desejam cultuar Exu Marabô o façam com respeito, reverência e cuidado, seguindo as orientações e as práticas de sua religião ou corrente religiosa. Dessa forma, será possível estabelecer uma conexão positiva e proveitosa com essa entidade tão poderosa e misteriosa.

FAQs

1. Exu Marabô é um orixá?

Não, Exu Marabô não é um orixá, mas sim uma entidade que é cultuada na Umbanda e no Candomblé. Ele é considerado um intermediário entre os seres humanos e os orixás, e é responsável por abrir os caminhos, proteger as casas e as pessoas e transmitir mensagens entre o mundo material e espiritual.

2. Qual é a diferença entre a Umbanda e o Candomblé?

A Umbanda e o Candomblé são duas religiões que têm suas raízes nos cultos africanos, mas que possuem diferenças significativas em termos de crenças, práticas e rituais.

A Umbanda é uma religião mais aberta e inclusiva, que incorpora elementos do espiritismo e do catolicismo. Ela cultua uma variedade de entidades, como Exu, Caboclo, Preto Velho e Pomba-Gira, e acredita na possibilidade de comunicação com os mortos e os espíritos.

O Candomblé, por sua vez, é uma religião mais tradicional e restrita, que cultua apenas os orixás e segue uma hierarquia rígida de iniciação e aprendizado. Ele é dividido em diversas nações, como a Nação Ketu, a Nação Angola e a Nação Jeje, cada uma com suas próprias tradições e práticas.

3. É possível cultuar Exu Marabô em outras religiões além da Umbanda e do Candomblé?

Sim, é possível cultuar Exu Marabô em outras religiões que tenham afinidade com a cultura africana e com o culto aos orixás. Algumas dessas religiões são a Quimbanda, a Santeria e a Vodou, que têm suas próprias tradições e práticas para cultuar Exu Marabô e outras entidades.

Related video of exu marabô é de qual orixá

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait