"Eu Filho Do Carbono E Do Amoníaco"

Reza November 7, 2022
Pré modernismo I

A frase “Eu filho do carbono e do amoníaco” é um trecho da música “Oração ao Tempo” de Caetano Veloso. A música foi lançada em 1979 e é considerada uma das mais importantes do cantor e compositor baiano. A letra é uma reflexão sobre a passagem do tempo e a sua relação com a vida e a morte.

Significado da frase

A frase “Eu filho do carbono e do amoníaco” pode ser interpretada de diversas formas. O carbono e o amoníaco são elementos químicos presentes em diversos seres vivos, incluindo o ser humano. O carbono é o elemento base da vida, sendo encontrado em moléculas como proteínas, carboidratos e ácidos nucleicos. Já o amoníaco é um composto nitrogenado que participa da síntese de proteínas e outros compostos essenciais.

Assim, a frase pode ser vista como uma afirmação da nossa origem biológica, mostrando que somos compostos por elementos químicos presentes em todos os seres vivos. Além disso, a frase também pode ser interpretada como uma reflexão sobre a nossa vulnerabilidade diante do tempo e da morte. Somos seres transitórios, feitos de elementos que se degradam e se transformam ao longo do tempo.

Contexto da música

A música “Oração ao Tempo” foi composta em um momento conturbado da história do Brasil. Em 1979, o país ainda vivia sob a ditadura militar, que havia começado em 1964. A música foi escrita como uma resposta à violência e à repressão do regime, mas também como uma reflexão sobre a passagem do tempo e a sua relação com a vida e a morte.

Assim, a letra de “Oração ao Tempo” é marcada por uma mistura de sentimentos, que vão da esperança à melancolia, da alegria à tristeza. A música é uma homenagem ao tempo, que é visto como um elemento fundamental da vida, capaz de transformar e renovar tudo o que existe.

Interpretações da música

A música “Oração ao Tempo” é considerada uma das obras-primas de Caetano Veloso. A sua letra é aberta a diversas interpretações, o que faz com que a música seja vista como uma reflexão sobre temas universais, como o amor, a vida e a morte.

For more information, please click the button below.

Alguns críticos interpretam a letra como uma ode à liberdade e à esperança. A música foi composta em um momento em que o Brasil ainda vivia sob a ditadura militar, e muitos viam o tempo como um aliado na luta pela democracia. Assim, a frase “Eu filho do carbono e do amoníaco” seria uma afirmação da nossa origem comum, capaz de unir todas as pessoas na luta por um mundo melhor.

Outros críticos veem na letra uma reflexão sobre a finitude da vida e a inevitabilidade da morte. A frase “Eu filho do carbono e do amoníaco” seria uma afirmação da nossa fragilidade diante do tempo, mostrando que somos feitos de elementos que se degradam e se transformam ao longo dos anos.

Conclusão

A frase “Eu filho do carbono e do amoníaco” é um trecho da música “Oração ao Tempo” de Caetano Veloso. A música é uma reflexão sobre a passagem do tempo e a sua relação com a vida e a morte. A frase pode ser interpretada de diversas formas, como uma afirmação da nossa origem biológica e da nossa vulnerabilidade diante do tempo e da morte. A música é uma obra-prima de Caetano Veloso, capaz de unir diversas interpretações em torno de temas universais, como o amor, a liberdade e a finitude da vida.

FAQs

1. Qual é o significado da frase “Eu filho do carbono e do amoníaco”?

A frase pode ser interpretada de diversas formas. O carbono e o amoníaco são elementos químicos presentes em diversos seres vivos, incluindo o ser humano. Assim, a frase pode ser vista como uma afirmação da nossa origem biológica, mostrando que somos compostos por elementos químicos presentes em todos os seres vivos. Além disso, a frase também pode ser interpretada como uma reflexão sobre a nossa vulnerabilidade diante do tempo e da morte.

2. Qual é o contexto histórico da música “Oração ao Tempo”?

A música foi composta em 1979, em um momento conturbado da história do Brasil. O país ainda vivia sob a ditadura militar, que havia começado em 1964. A música foi escrita como uma resposta à violência e à repressão do regime, mas também como uma reflexão sobre a passagem do tempo e a sua relação com a vida e a morte.

3. O que a música “Oração ao Tempo” representa?

A música é uma obra-prima de Caetano Veloso, capaz de unir diversas interpretações em torno de temas universais, como o amor, a liberdade e a finitude da vida. A letra é aberta a diversas interpretações, o que faz com que a música seja vista como uma reflexão sobre temas universais, como o amor, a vida e a morte.

Related video of eu filho do carbono e do amoníaco

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait