Esofagite Erosiva Grau De Los Angeles

Reza May 30, 2021
ᗰIЯ𝓉𝒾𝓇𝒾𝓏𝒶𝒹𝑜⚕ 🇲🇽 🇪🇸 on Twitter "ESOFAGITIS. Clasificación de los

A esofagite erosiva grau de Los Angeles é uma condição em que o revestimento do esôfago é danificado, geralmente devido ao refluxo ácido do estômago. É uma forma de refluxo gastroesofágico (RGE) que causa sintomas como azia, dor no peito, dificuldade para engolir e regurgitação. A classificação de Los Angeles é usada para avaliar a gravidade da esofagite erosiva, que vai de grau A a grau D, sendo o grau D o mais grave.

Causas

A causa mais comum da esofagite erosiva grau de Los Angeles é o refluxo gastroesofágico, que ocorre quando o ácido do estômago volta para o esôfago. Isso pode acontecer devido a um mau funcionamento do esfíncter esofágico inferior (EEI), que é um anel muscular que fica entre o esôfago e o estômago e que impede que o conteúdo do estômago volte para o esôfago.

Outras causas da esofagite erosiva podem incluir:

  • Uso excessivo de álcool e tabaco;
  • Uso de medicamentos como aspirina, ibuprofeno e outros anti-inflamatórios não esteroides;
  • Infecção pelo Helicobacter pylori, bactéria que pode causar úlceras no estômago;
  • Doenças autoimunes que afetam o sistema digestivo, como a doença do refluxo biliar;
  • Transtornos alimentares, como a bulimia;
  • Doenças da tireoide, como o hipotireoidismo;
  • Estresse e ansiedade;
  • Obesidade e dieta rica em gordura.

Sintomas

Os sintomas da esofagite erosiva grau de Los Angeles podem incluir:

  • Azia;
  • Dor no peito;
  • Dificuldade para engolir;
  • Regurgitação;
  • Náusea e vômito;
  • Tosse crônica;
  • Sensação de que há algo preso na garganta;
  • Perda de peso sem motivo aparente;
  • Anemia (em casos graves).

Diagnóstico

O diagnóstico da esofagite erosiva grau de Los Angeles pode ser feito por meio de:

  • Endoscopia: um exame em que um tubo fino e flexível com uma câmera na ponta é inserido pela boca até o esôfago, permitindo que o médico visualize o revestimento do esôfago e avalie a gravidade da esofagite;
  • Manometria esofágica: um exame que mede a pressão e o movimento do esôfago e do EEI;
  • pHmetria esofágica: um exame que mede a quantidade de ácido no esôfago ao longo do tempo;
  • Teste de função hepática: um exame que avalia a função do fígado, que pode ser afetada por algumas causas da esofagite erosiva.

Tratamento

O tratamento da esofagite erosiva grau de Los Angeles geralmente inclui mudanças no estilo de vida e medicações, como:

For more information, please click the button below.
  • Perda de peso, se necessário;
  • Evitar alimentos que desencadeiam os sintomas, como alimentos gordurosos, picantes e ácidos;
  • Evitar comer pelo menos 2 horas antes de dormir;
  • Elevação da cabeceira da cama em cerca de 15 centímetros para evitar o refluxo durante o sono;
  • Uso de antiácidos para aliviar a azia e a dor no peito;
  • Uso de inibidores da bomba de prótons (IBP), que reduzem a quantidade de ácido produzida pelo estômago e ajudam a cicatrizar o esôfago;
  • Uso de medicamentos que ajudam a fortalecer o EEI, como a baclofeno;
  • Tratamento da causa subjacente, se houver, como o tratamento da infecção por H. pylori.

Complicações

A esofagite erosiva grau de Los Angeles pode levar a complicações, como:

  • Estreitamento do esôfago devido à cicatrização;
  • Úlceras esofágicas;
  • Sangramento gastrointestinal;
  • Anemia;
  • Câncer de esôfago (raro).

Prevenção

Algumas medidas podem ajudar a prevenir a esofagite erosiva grau de Los Angeles, como:

  • Manter um peso saudável;
  • Evitar alimentos que desencadeiam os sintomas;
  • Não comer pelo menos 2 horas antes de dormir;
  • Elevação da cabeceira da cama em cerca de 15 centímetros;
  • Evitar o uso excessivo de álcool e tabaco.

Conclusão

A esofagite erosiva grau de Los Angeles é uma condição em que o revestimento do esôfago é danificado devido ao refluxo ácido do estômago. É uma forma de refluxo gastroesofágico que pode causar sintomas como azia, dor no peito, dificuldade para engolir e regurgitação. O diagnóstico é feito por meio de endoscopia, manometria esofágica, pHmetria esofágica e teste de função hepática. O tratamento inclui mudanças no estilo de vida e medicações como antiácidos e inibidores da bomba de prótons. Complicações podem ocorrer se a condição não for tratada, incluindo o estreitamento do esôfago, úlceras esofágicas, sangramento gastrointestinal, anemia e câncer de esôfago.

FAQs

1. A esofagite erosiva grau de Los Angeles tem cura?

Sim, a esofagite erosiva grau de Los Angeles tem cura. O tratamento geralmente inclui mudanças no estilo de vida e o uso de medicações para aliviar os sintomas e cicatrizar o esôfago.

2. A esofagite erosiva grau de Los Angeles pode ser prevenida?

Algumas medidas podem ajudar a prevenir a esofagite erosiva grau de Los Angeles, como manter um peso saudável, evitar alimentos que desencadeiam os sintomas, não comer pelo menos 2 horas antes de dormir, elevar a cabeceira da cama em cerca de 15 centímetros e evitar o uso excessivo de álcool e tabaco.

3. Quanto tempo leva para o esôfago cicatrizar após o tratamento da esofagite erosiva grau de Los Angeles?

O tempo que leva para o esôfago cicatrizar após o tratamento da esofagite erosiva grau de Los Angeles pode variar de pessoa para pessoa e dependerá da gravidade da condição. Em média, leva cerca de 4 a 12 semanas para o esôfago cicatrizar.

Related video of esofagite erosiva grau de los angeles

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait