Em Que Acreditavam Os Deístas

Reza December 31, 2021
Mentiras em Que os Homens Acreditam Robert Wolgemuth

Os deístas eram um grupo de filósofos e intelectuais do século XVIII que acreditavam em um Deus que criou o universo, mas que depois abandonou sua criação para seguir seu próprio caminho. Eles acreditavam que a razão e a observação eram as principais fontes de conhecimento e que a religião deveria ser baseada na razão e não na revelação divina.

Origem do deísmo

O deísmo teve origem na Europa durante a época do Iluminismo, que foi um movimento intelectual que enfatizava o uso da razão para compreender o mundo natural e o papel da religião na sociedade. Os deístas foram influenciados pelas ideias de filósofos como John Locke, René Descartes e Isaac Newton, que defendiam a importância da razão e da observação na busca pelo conhecimento.

Crenças dos deístas

Os deístas acreditavam em um Deus que criou o universo, mas que não interferia na vida das pessoas. Eles rejeitavam a ideia de um Deus pessoal que se comunicava com os seres humanos por meio de revelação divina, como a Bíblia ou o Alcorão. Em vez disso, eles acreditavam que a verdadeira religião deveria ser baseada na razão e na observação.

Os deístas também acreditavam na imortalidade da alma e na existência de um mundo espiritual, mas rejeitavam a ideia de que a salvação dependia da crença em um conjunto específico de dogmas religiosos. Eles acreditavam que a moralidade era uma parte fundamental da religião e que as pessoas deveriam viver de acordo com princípios éticos baseados na razão e no amor ao próximo. Eles também defendiam a tolerância religiosa e a liberdade de pensamento e expressão.

Impacto do deísmo

O deísmo teve um impacto significativo na sociedade europeia do século XVIII. Ele influenciou a Revolução Francesa e a Revolução Americana, que foram movimentos que defendiam a liberdade, a igualdade e a fraternidade. Os deístas também foram críticos da Igreja Católica e de outras instituições religiosas que defendiam a intolerância e a perseguição religiosa.

O deísmo também influenciou a literatura e a filosofia da época. Muitos escritores e filósofos, como Voltaire, Jean-Jacques Rousseau e Immanuel Kant, foram influenciados pelas ideias deísta e usaram essas ideias em suas obras. A filosofia do deísmo também influenciou a ciência, especialmente a física e a biologia, ao enfatizar a importância da observação e da razão na busca pelo conhecimento.

For more information, please click the button below.

Críticas ao deísmo

O deísmo também foi criticado por muitos religiosos e teólogos da época. Eles argumentavam que o deísmo era uma forma de ateísmo disfarçado e que o Deus dos deístas era um Deus impessoal e distante, que não se preocupava com os seres humanos. Eles também argumentavam que a razão não era suficiente para compreender a natureza de Deus e que a revelação divina era necessária para compreender a verdadeira natureza de Deus.

Conclusão

O deísmo foi um movimento filosófico e intelectual importante na Europa do século XVIII. Ele enfatizou a importância da razão e da observação na busca pelo conhecimento e defendeu a tolerância religiosa e a liberdade de pensamento e expressão. Embora tenha sido criticado por alguns religiosos e teólogos, o deísmo teve um impacto significativo na sociedade e na cultura da época.

FAQs

O deísmo é uma forma de ateísmo?

Não, o deísmo não é uma forma de ateísmo. Os deístas acreditam em um Deus que criou o universo, mas que depois abandonou sua criação para seguir seu próprio caminho. Eles acreditam que a razão e a observação são as principais fontes de conhecimento e que a religião deve ser baseada na razão e não na revelação divina.

Os deístas acreditavam na imortalidade da alma?

Sim, os deístas acreditavam na imortalidade da alma e na existência de um mundo espiritual. No entanto, eles rejeitavam a ideia de que a salvação dependia da crença em um conjunto específico de dogmas religiosos.

Qual foi o impacto do deísmo na sociedade do século XVIII?

O deísmo teve um impacto significativo na sociedade do século XVIII. Ele influenciou a Revolução Francesa e a Revolução Americana, que foram movimentos que defendiam a liberdade, a igualdade e a fraternidade. O deísmo também influenciou a literatura e a filosofia da época e influenciou a ciência, especialmente a física e a biologia, ao enfatizar a importância da observação e da razão na busca pelo conhecimento.

Related video of em que acreditavam os deístas

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait