Em Estudos Experimentais É Comum Que Haja Mascaramento

Reza September 13, 2021
Laboratory Experimental Studies Stock Image Image of chemistry

Os estudos experimentais são aqueles que visam estabelecer uma relação de causa e efeito entre duas variáveis. Essas variáveis podem ser manipuladas pelo pesquisador, que controla as condições em que o experimento é realizado.

No entanto, é comum que haja mascaramento nesses estudos, o que significa que algumas informações são mantidas em segredo ou ocultas dos participantes ou dos pesquisadores.

O que é mascaramento em estudos experimentais?

O mascaramento, também conhecido como cegamento, é uma técnica utilizada em estudos experimentais para evitar que os resultados sejam influenciados por fatores externos ou pela expectativa dos participantes ou dos pesquisadores.

Existem diferentes tipos de mascaramento, dependendo de quem é mantido no escuro em relação às informações do estudo:

  • Mascaramento do participante: quando o participante não sabe qual é o grupo de tratamento ou de controle em que está inserido e qual é o objetivo do estudo.
  • Mascaramento do pesquisador: quando o pesquisador não sabe qual é o grupo de tratamento ou de controle em que o participante está inserido.
  • Mascaramento duplo: quando tanto o participante quanto o pesquisador não sabem qual é o grupo de tratamento ou de controle em que o participante está inserido.

O mascaramento pode ser realizado de diferentes maneiras, dependendo do tipo de estudo e dos objetivos da pesquisa. Algumas das técnicas mais comuns incluem:

  • Placebo: quando um grupo de controle recebe um tratamento inativo, que não tem efeito terapêutico, mas que é apresentado como se fosse um tratamento ativo.
  • Simulação: quando um grupo de controle recebe um tratamento que simula o tratamento real, mas que não tem o mesmo efeito terapêutico.
  • Crossover: quando os participantes são divididos em dois grupos e recebem ambos os tratamentos em momentos diferentes, mas não sabem qual tratamento estão recebendo em cada momento.

Por que é importante usar o mascaramento em estudos experimentais?

O mascaramento é importante em estudos experimentais porque ele ajuda a reduzir o risco de viés de seleção, de viés de informação e de viés de confirmação.

For more information, please click the button below.

O viés de seleção ocorre quando os grupos de tratamento e de controle não são equivalentes em relação a características importantes, como idade, sexo, gravidade da doença, entre outras. Isso pode levar a resultados falsos ou a conclusões equivocadas sobre a eficácia do tratamento.

O viés de informação ocorre quando os participantes ou os pesquisadores sabem qual é o grupo de tratamento ou de controle em que estão inseridos. Isso pode levar a resultados falsos ou a conclusões equivocadas sobre a eficácia do tratamento, já que a expectativa pode influenciar a percepção dos participantes ou dos pesquisadores sobre o resultado.

O viés de confirmação ocorre quando os pesquisadores têm uma expectativa prévia sobre o resultado do estudo e interpretam os dados de maneira a confirmar essa expectativa, em vez de avaliar os dados de maneira imparcial.

O mascaramento ajuda a reduzir esses tipos de viés, garantindo que os resultados sejam mais confiáveis e as conclusões mais precisas.

Quais são as limitações do mascaramento em estudos experimentais?

Embora o mascaramento seja uma técnica importante em estudos experimentais, ele também tem algumas limitações que devem ser consideradas.

Uma das limitações é que nem sempre é possível implementar o mascaramento em todos os tipos de estudos. Por exemplo, em estudos que envolvem cirurgias ou procedimentos invasivos, pode ser difícil mascarar o participante ou o pesquisador.

Além disso, o mascaramento pode aumentar o custo e a complexidade do estudo, já que pode ser necessário usar placebos ou simulações para garantir o mascaramento adequado.

Por fim, o mascaramento pode não ser eficaz em todos os casos, especialmente quando os participantes ou os pesquisadores têm expectativas muito fortes em relação aos resultados. Nesses casos, pode ser necessário realizar análises estatísticas mais sofisticadas ou coletar dados adicionais para garantir que os resultados sejam confiáveis.

Como garantir o mascaramento adequado em estudos experimentais?

Para garantir o mascaramento adequado em estudos experimentais, é importante seguir algumas diretrizes básicas:

  • Definir claramente os objetivos do estudo antes de começar e planejar o mascaramento de acordo com esses objetivos.
  • Identificar quais são as informações que precisam ser mascaradas e quem precisa ser mascarado (participantes, pesquisadores ou ambos).
  • Escolher a técnica de mascaramento mais adequada para o tipo de estudo e para as informações em questão.
  • Usar placebos ou simulações de maneira adequada e ética, garantindo que os participantes não sejam prejudicados pelo mascaramento.
  • Avaliar a eficácia do mascaramento durante o estudo, monitorando a adesão dos participantes às técnicas de mascaramento e verificando se o mascaramento está sendo mantido adequadamente.

O mascaramento é uma técnica importante em estudos experimentais, pois ajuda a reduzir o risco de viés e a garantir que os resultados sejam mais confiáveis e as conclusões mais precisas. No entanto, é importante lembrar que o mascaramento nem sempre é possível ou eficaz em todos os casos, e que pode aumentar o custo e a complexidade do estudo. Por isso, é importante planejar o mascaramento de maneira cuidadosa e avaliar sua eficácia durante o estudo, para garantir que os resultados sejam confiáveis e as conclusões sejam precisas.

FAQs

O que é o viés de confirmação em estudos experimentais?

O viés de confirmação ocorre quando os pesquisadores têm uma expectativa prévia sobre o resultado do estudo e interpretam os dados de maneira a confirmar essa expectativa, em vez de avaliar os dados de maneira imparcial.

O que é o viés de informação em estudos experimentais?

O viés de informação ocorre quando os participantes ou os pesquisadores sabem qual é o grupo de tratamento ou de controle em que estão inseridos. Isso pode levar a resultados falsos ou a conclusões equivocadas sobre a eficácia do tratamento, já que a expectativa pode influenciar a percepção dos participantes ou dos pesquisadores sobre o resultado.

O que é o viés de seleção em estudos experimentais?

O viés de seleção ocorre quando os grupos de tratamento e de controle não são equivalentes em relação a características importantes, como idade, sexo, gravidade da doença, entre outras. Isso pode levar a resultados falsos ou a conclusões equivocadas sobre a eficácia do tratamento.

Related video of em estudos experimentais é comum que haja mascaramento

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait