Cordel De João Martins De Athayde

Reza September 20, 2021
CORDEL JOÃO MARTINS DE ATHAYDE martinsfontespaulista

Cordel é uma forma de literatura popular em que os textos são escritos em versos e impressos em folhetos, geralmente com ilustrações. Essa forma de literatura surgiu no Nordeste do Brasil e é muito valorizada pela cultura popular. Um dos principais cordelistas brasileiros foi João Martins de Athayde, que produziu muitos cordéis ao longo de sua vida.

Quem foi João Martins de Athayde?

João Martins de Athayde nasceu em 1880, na cidade de Camocim, no Ceará. Ele dedicou boa parte de sua vida à produção de cordéis, sendo um dos principais nomes do gênero. Athayde aprendeu a ler e escrever com um padre na infância e começou a produzir seus primeiros cordéis aos 15 anos. Ele viajou por muitas cidades do Nordeste, vendendo seus folhetos nas feiras e praças, e se tornou um ícone da cultura popular brasileira.

Quais são os principais temas abordados nos cordéis de João Martins de Athayde?

Os cordéis de João Martins de Athayde abordam diversos temas, desde lendas e mitos até fatos históricos e sociais. Entre os principais temas estão:

  • Lendas e mitos nordestinos;
  • Amores impossíveis;
  • Fatos históricos, como a Guerra do Paraguai e a Revolução de 1930;
  • Cangaço e Lampião;
  • Problemas sociais, como a seca e a fome;
  • Religião e fé.

Qual é a importância dos cordéis na cultura popular brasileira?

Os cordéis são uma importante forma de literatura popular no Brasil, especialmente no Nordeste. Eles são valorizados por sua linguagem simples e direta, que é capaz de transmitir histórias e mensagens importantes de forma acessível e envolvente. Além disso, os cordéis são uma forma de preservação da cultura popular, já que muitos deles abordam lendas, mitos e tradições regionais que são passadas de geração em geração. João Martins de Athayde foi um dos principais representantes dessa forma de literatura e sua obra é um importante registro da cultura nordestina.

Quais são alguns dos cordéis mais conhecidos de João Martins de Athayde?

João Martins de Athayde produziu mais de 500 cordéis ao longo de sua vida, abordando diversos temas e histórias. Alguns dos mais conhecidos são:

  • O Romance do Pavão Misterioso;
  • A Chegada de Lampião no Inferno;
  • A Batalha do Jenipapo;
  • As Três Irmãs do Cangaço;
  • O Cego Aderaldo;
  • A História de Padre Cícero;
  • A Saga de Juazeiro;
  • O Casamento de Arlequim.

Como os cordéis são produzidos?

Os cordéis são produzidos de forma artesanal, geralmente por um único autor. O escritor escolhe um tema e escreve os versos, que são organizados em sextilhas (estrofes de seis versos). Depois, o texto é passado a limpo em um papel ou caderno, e é feita a ilustração para acompanhar o texto. O folheto é impresso em gráficas especializadas em cordel ou em impressoras caseiras, e é vendido em feiras ou por ambulantes nas ruas.

For more information, please click the button below.

Qual é a linguagem utilizada nos cordéis?

A linguagem dos cordéis é caracterizada pela simplicidade e pela rima. Os versos são escritos em sextilhas, ou seja, estrofes de seis versos, e rimam entre si. A linguagem é geralmente coloquial, com expressões e gírias regionais, o que torna os cordéis ainda mais acessíveis ao público. Os cordelistas costumam usar o verso branco, que é a ausência de rima em um dos versos da sextilha, para quebrar a monotonia da rima e dar mais ritmo ao texto.

Conclusão

João Martins de Athayde foi um dos principais cordelistas do Brasil e deixou um legado importante para a cultura popular brasileira. Seus cordéis abordam temas diversos e são valorizados por sua linguagem simples e direta, que é capaz de transmitir histórias e mensagens importantes de forma acessível e envolvente. Os cordéis são uma importante forma de literatura popular no Brasil e ajudam a preservar tradições e lendas regionais.

FAQs

1. Os cordéis ainda são produzidos no Brasil?

Sim, os cordéis ainda são produzidos no Brasil, principalmente no Nordeste. Muitos cordelistas mantêm a tradição viva, produzindo novos folhetos e divulgando a cultura popular por meio da literatura de cordel.

2. Os cordéis são valorizados pela academia?

Sim, os cordéis são valorizados pela academia e pela crítica literária. Eles são considerados uma forma legítima de literatura popular e são estudados em diversas universidades do Brasil e do mundo.

3. Quais são as principais características dos cordéis?

As principais características dos cordéis são a linguagem simples e direta, a rima e a métrica, que são usadas para dar ritmo ao texto. Os cordéis também são ilustrados, geralmente com desenhos simples, e abordam temas diversos, como lendas, mitos, fatos históricos e sociais.

Related video of cordel de joão martins de athayde

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait