Assinale A Alternativa Em Que O Cacófato Foi Evitado

Reza December 4, 2022
Assinale a alternativa em que o cacófato foi evitado. Artes Visuais

Antes de responder a essa pergunta, é importante entender o que é um cacófato. Cacófato é uma figura de linguagem que ocorre quando duas ou mais palavras consecutivas, dentro de uma mesma frase, formam um som desagradável ou constrangedor. Isso acontece quando a última sílaba de uma palavra se une com a primeira sílaba da palavra seguinte, criando um novo som que pode ser entendido como uma palavra de baixo calão ou que traz algum tipo de constrangimento.

Por exemplo, a frase “ele disse que ia dar a volta por cima” pode gerar um cacófato, já que a última sílaba da palavra “volta” se une com a primeira sílaba da palavra “por”, formando a palavra “vol por”, que pode ser entendida como “vulgar”.

Na língua portuguesa, é importante evitar o cacófato para não gerar constrangimentos ou mal-entendidos. Por isso, a alternativa em que o cacófato foi evitado é aquela em que as palavras foram escolhidas de forma a evitar a formação de sons desagradáveis ou constrangedores.

Exemplos de alternativas que evitam o cacófato

Para exemplificar, vamos analisar algumas frases e identificar qual é a alternativa que evita o cacófato:

  1. Opção A:

    O relatório do setor de vendas foi muito bom, mas ainda há muito a melhorar.

  2. Opção B:

    O relatório do setor de vendas foi muito bom, mas ainda há muito a ser melhorado.

  3. Opção C:

    O relatório do setor de vendas foi muito bom, mas ainda há muito a melhorar ainda.

Nesse caso, a alternativa que evita o cacófato é a opção B, em que a palavra “ser” foi adicionada para evitar que a última sílaba da palavra “a” se una com a primeira sílaba da palavra “melhorar”, formando o som “a melhor”.

Vamos analisar outro exemplo:

For more information, please click the button below.
  1. Opção A:

    A equipe de futebol jogou muito bem, mas não conseguiu ganhar o jogo.

  2. Opção B:

    A equipe de futebol jogou muito bem, mas não conseguiu ganhar.

  3. Opção C:

    A equipe de futebol jogou muito bem, mas não conseguiu ganhar nada.

Nesse caso, a alternativa que evita o cacófato é a opção B, em que a palavra “o jogo” foi removida para evitar que a última sílaba da palavra “ganhar” se una com a primeira sílaba da palavra “o”, formando o som “ganha ro”.

Conclusão

Evitar o cacófato é importante para garantir uma comunicação clara e evitar constrangimentos ou mal-entendidos. Na língua portuguesa, existem diversas estratégias que podem ser utilizadas para evitar o cacófato, como adicionar ou remover palavras para evitar a união de sílabas que formem sons desagradáveis ou constrangedores.

FAQs

1. O cacófato é considerado um erro de português?

Não necessariamente. O cacófato é uma figura de linguagem que pode ser utilizada de forma intencional para criar efeitos sonoros ou humorísticos. No entanto, em contextos formais ou profissionais, é importante evitar o cacófato para garantir uma comunicação clara e objetiva.

2. Existem outras figuras de linguagem que devem ser evitadas?

Assim como o cacófato, outras figuras de linguagem podem gerar mal-entendidos ou confusões, como o pleonasmo vicioso, a ambiguidade e a redundância. No entanto, essas figuras de linguagem podem ser utilizadas de forma intencional em contextos específicos, como na poesia ou na criação de slogans publicitários.

3. Como posso evitar o cacófato na minha comunicação escrita?

Para evitar o cacófato, é importante prestar atenção na escolha das palavras e na ordem em que elas são utilizadas. Se você perceber que duas ou mais palavras consecutivas formam um som desagradável, tente adicionar ou remover palavras para evitar a união de sílabas. Além disso, é importante ler e revisar o texto com atenção para identificar possíveis erros ou constrangimentos.

Related video of assinale a alternativa em que o cacófato foi evitado

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait