As Abelhas: Vinicius De Moraes Poesia

Reza October 14, 2021
Curta Literatura. As abelhas Vinícius de Moraes.

A poesia “As abelhas” foi escrita por Vinicius de Moraes em 1938, e é uma das suas primeiras obras. A poesia é uma reflexão sobre a vida das abelhas e a sua importância no mundo natural. Através da poesia, Vinicius de Moraes mostra a sua admiração e respeito pela natureza e pela vida das abelhas.

Contexto histórico

No ano de 1938, o Brasil estava em um momento de grande efervescência cultural e política. O movimento modernista, que havia surgido na década de 1920, já estava consolidado, e muitos artistas e escritores estavam produzindo obras que refletiam as mudanças sociais e culturais do país.

Vinicius de Moraes, que na época tinha apenas 25 anos, já era um dos principais representantes do movimento modernista. Ele havia publicado seu primeiro livro de poesias, intitulado “O caminho para a distância”, em 1933, e já havia se destacado como letrista de músicas populares.

Foi nesse contexto que Vinicius de Moraes escreveu “As abelhas”, uma poesia que reflete a sua visão sobre a natureza e o papel do homem no mundo.

Análise da poesia

A poesia “As abelhas” é composta por três estrofes de seis versos cada. Os versos são curtos e rimados, o que dá um ritmo musical à poesia. A seguir, vamos analisar cada uma das estrofes:

Primeira estrofe

Na primeira estrofe, Vinicius de Moraes apresenta as abelhas como seres trabalhadores e organizados, que vivem em harmonia com a natureza. Ele utiliza o termo “sábias” para descrevê-las, o que indica o seu respeito pela inteligência e instinto desses animais:

For more information, please click the button below.

Sábias abelhas que, em corteses filas,
Se despedem, depois de trabalhar,
E vão morrer nos favos de suas ilhas,
Sem jamais ter o néctar saboreado.
E vão morrer sem nunca ter deixado
De trabalhar

Segunda estrofe

Na segunda estrofe, Vinicius de Moraes faz uma comparação entre as abelhas e os homens. Ele critica a ganância e a falta de harmonia entre os seres humanos, que muitas vezes destroem a natureza em busca de lucro e poder. O poeta utiliza o termo “homem vil” para descrever aqueles que destroem a natureza e não se importam com o futuro do planeta:

E o homem vil, que só destrói e mata,
Sentirá a dor da eterna soledade,
Pois a abelha, que só trabalha e cria,
Tem no trabalho a sua própria liberdade.
E a liberdade é uma mansão sonhada
Por toda a criação trabalhada.

Terceira estrofe

Na terceira e última estrofe, Vinicius de Moraes retoma o tema da sabedoria das abelhas. Ele afirma que a natureza é sábia e que os homens deveriam aprender com ela. O poeta termina a poesia com uma mensagem de esperança, dizendo que os seres humanos ainda podem mudar e encontrar a harmonia com a natureza:

Oh, sábias abelhas que, trabalhando,
Fazeis da terra um paraíso de mel,
Ensinai ao homem, que perdido e errando,
Procura um rumo para o céu,
Que a lei do trabalho é uma lei sagrada
E a natureza é uma mãe abençoada.

Conclusão

A poesia “As abelhas” é uma obra que reflete a visão de Vinicius de Moraes sobre a natureza e o papel do homem no mundo. Através da poesia, o poeta mostra a sua admiração e respeito pela vida das abelhas e critica a ganância e a falta de harmonia entre os seres humanos. A mensagem final da poesia é de esperança, indicando que ainda é possível encontrar a harmonia com a natureza e aprender com a sabedoria dos animais.

FAQs

1. Qual é a importância da poesia “As abelhas” na obra de Vinicius de Moraes?

A poesia “As abelhas” é uma das primeiras obras de Vinicius de Moraes e reflete a sua visão sobre a natureza e o papel do homem no mundo. A poesia é importante por apresentar temas que se tornariam recorrentes na obra do poeta, como a admiração pela natureza, a crítica à ganância e a mensagem de esperança.

2. Qual é a mensagem principal da poesia “As abelhas”?

A mensagem principal da poesia “As abelhas” é de respeito pela natureza e admiração pela sabedoria dos animais. A poesia critica a ganância e a falta de harmonia entre os seres humanos e indica que ainda é possível encontrar a harmonia com a natureza e aprender com a sabedoria dos animais.

3. Qual é o papel da poesia na defesa do meio ambiente?

A poesia pode desempenhar um papel importante na defesa do meio ambiente ao sensibilizar as pessoas para a importância da natureza e dos animais. Através da poesia, é possível transmitir mensagens de respeito e admiração pela natureza, bem como de alerta para os problemas ambientais que afetam o planeta.

Related video of as abelhas vinicius de moraes poesia

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait