Ao Deflagrar-Se A Crise Mundial De 1929

Reza May 15, 2022
Crisis económica de 1929

A crise mundial de 1929, também conhecida como a Grande Depressão, foi uma das maiores crises econômicas da história mundial. Ela teve início em outubro de 1929, quando a bolsa de valores de Nova York, a maior e mais importante do mundo na época, sofreu uma queda abrupta, que ficou conhecida como a Quinta-Feira Negra. A partir daí, a crise se espalhou rapidamente para todos os países do mundo, causando desemprego em massa, falências, quebras de bancos e uma série de outras consequências negativas.

As Causas da Crise Mundial de 1929

A crise mundial de 1929 teve diversas causas, sendo as principais:

  • Especulação financeira: na década de 1920, muitos investidores passaram a comprar ações com a intenção de revendê-las rapidamente, lucrando com a diferença de preços. Isso gerou uma enorme especulação financeira, fazendo com que o preço das ações subisse muito além do seu valor real.
  • Crédito fácil: muitos bancos passaram a oferecer crédito fácil e sem garantias para que as pessoas pudessem investir na bolsa de valores. Isso fez com que muitas pessoas se endividassem para comprar ações, o que aumentou ainda mais a especulação financeira.
  • Protecionismo econômico: muitos países adotaram políticas protecionistas, aumentando as tarifas de importação e exportação. Isso fez com que o comércio internacional diminuísse, prejudicando a economia global.
  • Crise agrícola: nos anos que antecederam a crise, a produção agrícola mundial havia aumentado muito, o que fez com que os preços dos alimentos caíssem. Como muitos países dependiam da exportação de produtos agrícolas, isso teve um impacto negativo na economia global.

As Consequências da Crise Mundial de 1929

A crise mundial de 1929 teve diversas consequências negativas, sendo as principais:

  • Desemprego em massa: com a quebra de empresas e bancos, milhões de pessoas perderam seus empregos. O desemprego atingiu níveis históricos em muitos países, chegando a 25% nos Estados Unidos.
  • Falências: muitas empresas e bancos não resistiram à crise e faliram. Isso gerou uma grande instabilidade econômica e social.
  • Redução do comércio internacional: as políticas protecionistas adotadas por muitos países reduziram drasticamente o comércio internacional. Isso prejudicou a economia global e agravou ainda mais a crise.
  • Miséria e fome: muitas pessoas passaram a viver em situações precárias, sem acesso a alimentos, moradia e saúde.

As Medidas Adotadas para Enfrentar a Crise Mundial de 1929

Para enfrentar a crise mundial de 1929, foram adotadas diversas medidas, sendo as principais:

  • Intervenção estatal na economia: muitos países passaram a adotar políticas de intervenção estatal na economia, com o objetivo de estimular o emprego e a produção. Foram criados programas de obras públicas e de incentivo ao consumo, por exemplo.
  • Regulação financeira: para evitar novas crises financeiras, foram criadas regulamentações para o mercado financeiro. Foi criada a Securities and Exchange Commission (SEC), nos Estados Unidos, por exemplo, para regular a bolsa de valores.
  • Desvalorização da moeda: muitos países desvalorizaram suas moedas para estimular as exportações e reduzir o desemprego. Isso gerou uma guerra cambial, que prejudicou ainda mais o comércio internacional.
  • Acordos internacionais: foram criados diversos acordos internacionais para tentar estimular o comércio e a cooperação entre os países. O mais famoso foi o Acordo de Bretton Woods, em 1944, que criou o sistema monetário internacional.

A Recuperação Econômica após a Crise Mundial de 1929

A recuperação econômica após a crise mundial de 1929 foi lenta e gradual. A Segunda Guerra Mundial teve um papel importante nesse processo, já que a produção de armamentos e equipamentos militares gerou empregos e estimulou a economia. Além disso, após a guerra, houve uma série de avanços tecnológicos que impulsionaram a economia mundial.

Conclusão

A crise mundial de 1929 foi uma das maiores crises econômicas da história mundial, afetando todos os países do mundo. Ela teve diversas causas, como a especulação financeira e o protecionismo econômico, e gerou uma série de consequências negativas, como desemprego em massa e falências. Para enfrentar a crise, foram adotadas diversas medidas, como a intervenção estatal na economia e a regulação financeira. A recuperação econômica foi lenta e gradual, sendo impulsionada pela Segunda Guerra Mundial e pelos avanços tecnológicos.

For more information, please click the button below.

FAQs

1) A crise mundial de 1929 afetou apenas os Estados Unidos?

Não, a crise mundial de 1929 afetou todos os países do mundo. Ela teve início na bolsa de valores de Nova York, mas rapidamente se espalhou para outros países, causando desemprego em massa, falências e uma série de outras consequências negativas.

2) A crise mundial de 1929 foi causada apenas pela especulação financeira?

Não, a crise mundial de 1929 teve diversas causas, como a especulação financeira, o crédito fácil, o protecionismo econômico e a crise agrícola. Todas essas causas contribuíram para a crise e para as consequências negativas que ela gerou.

3) Quais foram as principais medidas adotadas para enfrentar a crise mundial de 1929?

As principais medidas adotadas para enfrentar a crise mundial de 1929 foram a intervenção estatal na economia, a regulação financeira, a desvalorização da moeda e os acordos internacionais. Todas essas medidas tinham como objetivo estimular a produção, o comércio e o emprego, e evitar novas crises econômicas.

Related video of ao deflagrar se a crise mundial de 1929

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait