Análise Do Poema "Soneto De Fidelidade"

Reza March 6, 2022
da Fidelidade da fidelidade, Frases inspiracionais

Introdução

O “Soneto de Fidelidade” é um dos mais conhecidos poemas de Vinicius de Moraes. Publicado em seu livro “Livro de Sonetos” em 1957, o poema é uma declaração de amor e fidelidade a uma pessoa amada. Neste texto, faremos uma análise detalhada do poema, explorando suas características formais e temáticas, bem como seu contexto histórico e literário.

Características formais do poema

O “Soneto de Fidelidade” é um poema em forma de soneto, ou seja, composto por 14 versos divididos em duas estrofes. A primeira estrofe tem quatros versos, enquanto a segunda tem dez. A métrica do poema é decassílabo, ou seja, cada verso tem dez sílabas poéticas. Além disso, o poema segue a rima abba abba cde cde, característica do soneto italiano.

Temas e significados do poema

O “Soneto de Fidelidade” é um poema que trata do amor e da fidelidade. O eu lírico declara seu amor pela pessoa amada e promete ser fiel a ela até o fim da vida. O poema começa com a afirmação “De tudo, ao meu amor serei atento”, o que indica que o eu lírico estará sempre atento às necessidades e desejos da pessoa amada. Em seguida, ele afirma que “antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto”, ou seja, antes de tudo e com muito cuidado, ele será fiel a ela. O eu lírico também afirma que seu amor é um sentimento que não muda com o tempo, como podemos ver nos versos “que nem mesmo o céu nem mesmo o inferno / há de ter o poder de mudar”. Isso mostra a intensidade do amor do eu lírico e sua determinação em ser fiel à pessoa amada. Ao final do poema, o eu lírico afirma que “porque te amo, eu sou”. Isso mostra que o amor é uma parte fundamental de sua identidade e, portanto, ele será fiel a ele até o fim da vida.

Contexto histórico e literário

O “Soneto de Fidelidade” foi publicado em 1957, em um período de intensas transformações sociais e culturais no Brasil. Nesse ano, ocorreu a criação da Bossa Nova, um movimento musical que revolucionou a música brasileira e influenciou muitos artistas, incluindo Vinicius de Moraes. Além disso, a década de 1950 também foi marcada pela ascensão do cinema brasileiro, com a produção de filmes como “Rio 40 graus” (1955), de Nelson Pereira dos Santos, e “O Cangaceiro” (1953), de Lima Barreto. No campo literário, a década de 1950 foi marcada pelo surgimento do movimento da Poesia Concreta, que propunha uma nova forma de fazer poesia, utilizando recursos gráficos e visuais para criar uma linguagem poética mais complexa. No entanto, o “Soneto de Fidelidade” não segue as características da Poesia Concreta, mas sim da tradição poética brasileira, especialmente do soneto, que era uma forma de poesia muito popular no século XIX.

Conclusão

O “Soneto de Fidelidade” é um poema que trata do amor e da fidelidade, temas universais que continuam sendo relevantes até os dias de hoje. Com sua métrica precisa e rima cuidadosamente construída, o poema é uma das obras mais conhecidas de Vinicius de Moraes e um exemplo da tradição poética brasileira.

FAQs

1. Qual é a métrica do “Soneto de Fidelidade”?

A métrica do poema é decassílabo, ou seja, cada verso tem dez sílabas poéticas.

For more information, please click the button below.

2. Qual é o tema principal do poema?

O tema principal do poema é o amor e a fidelidade.

3. Em que contexto histórico e literário o poema foi publicado?

O poema foi publicado em 1957, em um período de intensas transformações sociais e culturais no Brasil. Nesse ano, ocorreu a criação da Bossa Nova, um movimento musical que revolucionou a música brasileira e influenciou muitos artistas, incluindo Vinicius de Moraes. Além disso, a década de 1950 também foi marcada pela ascensão do cinema brasileiro e pelo surgimento do movimento da Poesia Concreta.

Related video of analise do poema soneto de fidelidade

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait