A Emparedada Da Rua Nova

Reza July 11, 2022
A EMPAREDADA DA RUA NOVA A Palavra

“A Emparedada da Rua Nova” é um conto escrito pelo escritor brasileiro, Carneiro Vilela em 1889. A história é sobre uma mulher chamada Severina, que foi emparedada viva em sua própria casa pelo marido, após ser acusada injustamente de adultério.

Resumo da história

A história se passa no século XIX, na cidade de Recife, em Pernambuco. Severina era uma mulher jovem e bonita, casada com um homem mais velho e rico chamado José Dias. Eles viviam em uma casa na Rua Nova e eram conhecidos por serem muito bem-sucedidos financeiramente.

Certo dia, José Dias começou a desconfiar que sua esposa estava tendo um caso com um jovem soldado que frequentava a casa deles. Sem provas concretas, ele decidiu tomar uma atitude drástica e resolveu emparedar Severina viva em um dos cômodos da casa.

Durante anos, a cidade inteira comentou sobre o desaparecimento de Severina. José Dias nunca foi acusado de nada, já que ele sempre alegou que a esposa havia fugido com outro homem. Anos depois, quando José Dias já havia falecido, a casa foi vendida para outra família, que decidiu fazer algumas reformas.

Foi então que descobriram o corpo de Severina emparedado, ainda com vestígios de vida. O conto termina com a cidade inteira se reunindo para lamentar a morte injusta de Severina e condenar a crueldade de José Dias.

Contexto histórico e social

O conto “A Emparedada da Rua Nova” é uma crítica social do autor, que usa a história de Severina para mostrar a realidade da vida das mulheres naquela época. No século XIX, as mulheres eram consideradas propriedade dos homens, e muitas vezes eram subjugadas e abusadas.

For more information, please click the button below.

Além disso, o conto também revela um pouco da cultura da época, em que a honra e a reputação eram muito valorizadas. A acusação de adultério era vista como um grande escândalo, capaz de arruinar a vida de uma pessoa.

Significado da história

“A Emparedada da Rua Nova” é uma história trágica e chocante, que mostra a crueldade e a injustiça sofrida pelas mulheres naquela época. A história também é um alerta para a importância da justiça e da verdade, já que a morte de Severina só foi descoberta anos depois e após muitos rumores e boatos.

O conto também pode ser visto como uma crítica à cultura do machismo e do patriarcado, em que as mulheres eram vistas como objetos e não tinham voz ativa na sociedade.

Conclusão

“A Emparedada da Rua Nova” é uma história que choca e emociona, ao mesmo tempo em que mostra a realidade cruel da vida das mulheres no século XIX. A história serve como um alerta para a importância da justiça e da verdade, e como um lembrete da luta continua pela igualdade de gênero.

FAQs

1. A história de Severina é real?

Não, “A Emparedada da Rua Nova” é uma obra de ficção escrita por Carneiro Vilela no século XIX. No entanto, a história é baseada em situações reais que ocorriam na época, em que as mulheres eram subjugadas e abusadas pelos homens.

2. Qual é o significado do título “A Emparedada da Rua Nova”?

O título se refere à personagem principal da história, Severina, que foi emparedada viva em sua própria casa na Rua Nova, em Recife.

3. Qual é a importância da história de Severina nos dias de hoje?

A história de Severina é importante porque mostra a realidade cruel da vida das mulheres no século XIX, e como essa realidade ainda pode ser vista em muitos lugares do mundo. A história serve como um lembrete da importância da igualdade de gênero e da luta contra o machismo e a violência contra as mulheres.

Related video of a emparedada da rua nova

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait